29 novembro 2006

Pontos Fracos

  • Os baixos níveis de densidade populacional (19,8 hab/km2) e os baixos índices de poder de compra (inferiores a 75% em todos os concelhos com excepção de Portalegre, Elvas e Castelo de Vide)
  • Oportunidades

  • A plataforma logística de Elvas e a possibilidade de implantação de uma plataforma logística no eixo Abrantes/Ponte-de-Sôr, dinamizando a localização de indústrias de elevado valor acrescentado
  • Dinamizar a fileira do cavalo, designadamente no que respeita à criação do cavalo lusitano e às corridas de cavalos
  • Aproveitar os microclimas e a abundância de água da Serra de São Mamede para dinamizar a agricultura e os produtos regionais, associados à “marca do Norte Alentejano”
  • (nas fotos, de cima para baixo: criação de cavalos junto à albufeira do Maranhão, uma "planta de café" na festa de Campo Maior e Marvão visto das ruínas da Ammaia)

    3 comentários:

    garina do mar disse...

    parece que agora as festas de Campo Maior são todos os anos... aquilo é engraçado, mas acho que para ver uma vez, depois deve ficar um bocado repetitivo!!
    as ruínas da Ammaia é que estão muito mal aproveitadas!! não têm nenhuma publicação a explicar, nem painéis lá fora com os percursos e o que são as coisas... e podiam ter também referência às coisas todas que há ali à volta, sobretudo a parte dos megalitos!!

    Laurus nobilis disse...

    Gostei imenso desta região. Também tenho umas fotografias que hei-de procurar...

    nautilus disse...

    Bem podes ir procurando as fotografias que tens da Beira Interior para me "emprestares" quando lá chegares. Algumas das que eu tinha desta zona sofreram um percalçozito.