21 novembro 2006

Oportunidades

  • O sector do turismo pode vir a garantir 10 mil postos de trabalho, com um VAB de 75 milhões de euros que, em 2020, poderá subir aos 300 milhões
  • O potencial agrícola e agro-industrial associado ao regadio do empreendimento de Alqueva
  • As energias renováveis: hidroelectricidade e biocombustíveis associados ao Alqueva, a maior central fotovoltaica do mundo em Moura, a produção de módulos solares da Shell
  • A criação de uma linha de valor ligada à transformação e “design” de rochas ornamentais
  • A base aérea de Beja que poderá ser explorada para o turismo e transporte de perecíveis
  • Os objectivos do Fundo Europeu Agrícola para o Desenvolvimento Rural (2007/2013) de reforçar a competitividade da agricultura e da silvicultura, de proteger o ambiente e preservar a paisagem apoiando a gestão do território rural e de melhorar a qualidade de vida nas áreas rurais e promover a diversificação da economia rural

(nas fotos: o centro de Arraiolos e montado e olival próximo desta localidade)

2 comentários:

Laurus nobilis disse...

Esperemos que o Plano de Desenvolvimento Rural que irá estipular as regras de aplicação do FEADER em Portugal, não seja mais "uma montanha a parir um rato". Pelo andar da carruagem parece... imaginem que, a última versão que se tem conhecimento, tem cerca de 400 páginas, em que, claro, não faltam aquelas inúmeras frases cheias de coisa nenhuma ou seja, que não dizem absolutamente nada.

garina do mar disse...

Deve ser como a tal da "estratégia" do mar... mais de metade era a introdução, depois explicavam o que iam fazer e só as últimas 8 páginas é que tinham conteúdo!!!