25 agosto 2006

Serra-Mãe: quando a Serra e o Mar se juntam não há nada a fazer nem dizer!

O título é do Sebastião da Gama. O texto do Miguel Torga. Mas na Arrábida título e texto conjugam-se tão bem que não resisti a juntá-los.

1 comentário:

s.o.s. disse...

a onda da terra quebra na agua da praia do mar; a mente pode a surfar