01 fevereiro 2007

1 de Fevereiro de 1908

Todos sabemos que o Senhor D. Carlos foi assassinado pelas costas, como se os criminosos tivessem receio de o enfrentar face a face.
A propósito do regicídio, muito se disse e escreveu, muitas hipóteses se formularam, por vezes, até talvez, para se estabelecer a confusão e a dúvida.
Mas uma verdade inquestionável é que o regicídio continua a constituir uma das páginas mais vergonhosas da memória colectiva nacional: um desvairado momento político em que, tão lamentavelmente, se manchou cobardemente de sangue a história de um povo.
Embora me considere algo distante do regime que saiu da revolução liberal, um facto é que dele saíram individualidades que marcaram profundamente a nossa Nação. O Senhor D. Carlos I foi uma delas!
Aqui fica a nossa homenagem!
Panteão dos Bragança / S. Vicente de Fora

1 comentário:

nautilus disse...

Grande Homem o rei D. Carlos.

Talvez um dos últimos governantes deste país que fez verdadeiramente alguma coisa pela ligação de Portugal ao Mar. Na sequência do que vinha já a ser feito pelo seu pai, D. Luiz, o rei Marinheiro.