28 fevereiro 2007

Apostar no Futuro

  • Intensificar actividades de I&D em torno dos pólos já existentes, e procurar atrair investimento estrangeiro nas áreas da saúde, das telecomunicações e da robótica móvel (oceânica, aérea etc.)
  • Concretizar o esforço de atracção de escolas de artes e espectáculos de nível internacional, e de cursos de engenharia do som e imagem, para estimular e internacionalizar as indústrias criativas
  • Procurar atrair actividades de formação das empresas multinacionais presentes na Europa, beneficiando das excepcionais condições de acolhimento da região
  • Continuar a aposta na internacionalização do Turismo associado ao renome da Costa do Estoril e de Sintra e associado ao desporto de alta competição
  • Apostar no carácter de descompressão dos concelhos do norte do Distrito, promovendo uma nova vocação de lazer e turismo - segunda habitação e oferta turística de qualidade
  • (nas fotos, de cima para baixo: o Tagus Park, em Oeiras, Clube Naval de Cascais, Ericeira)

    2 comentários:

    Laurus nobilis disse...

    esta zona tem o problema de, em muitos sítios, não ser "nem carne nem paixe"... por exemplo, o Cadaval, faz parte de Lisboa e Vale do Tejo, mas não tem nada a ver com Oeiras ou Cascais.

    Esta parte da costa é também muito bonita... adoro a Ericeira e as Azenhas! na época baixa...

    nautilus disse...

    Também o Sardoal ou Coruche e ainda têm menos a ver. Mas aqui estou a referir-me à divisão administrativa - distritos - e não às divisões estatísticas ou de planeamento, senão a confusão ainda fica maior; sobretudo agora que por causa do "phasing out" houve uns concelhos que saíram da LVT para o Centro ou para o Alentejo e penso que isso incluiu o Cadaval.

    Deves querer dizer que esta costa era muito bonita. A Ericeira tem um contínuo de construção até Ribeira de Ilhas; as Azenhas do Mar estão mais preservadas porque estão numa área protegida, mas não sei o que vão fazer para segurar aquelas arribas.