28 outubro 2006

A entrada na eclusa:
Depois de fechadas as comportas de montante, é retirada a água no interior da eclusa, até atingir o nível da água a jusante.
Por fim abrem-se as comportas de jusante e podemos seguir viagem.

4 comentários:

garina do mar disse...

Já fui "eclusada" uma vez!!! mas foi em Crestuma, o desnível era muito mais pequeno...

Laurus nobilis disse...

A Engenharia Hidráulica deve ter bons técnicos... Este é um bom exemplo de um trabalho "como deve ser", num rio nada fácil!

garina do mar disse...

o plano hidroeléctrico do Douro é muito interessante... e ainda não foi todo concretizado.

nautilus disse...

O Douro é um rio interessante. Concordo que é opressivo. Mas é daqueles sítios que se tem que conhecer. E o troço entre o Pinhão e o Pocinho só se consegue ver de barco ou de comboio, ou em incursões pontuais. E entre o Pocinho e Barca de Alva só mesmo de barco (ou a pé pela antiga linha). Essa parte não conheço