19 junho 2007

Castro de São Paio

O Castro de São Paio é um pequeno povoado da idade do ferro que está situado na freguesia de Labruge, Concelho de Vila do Conde. Foi descoberto nos anos 50 do século XX, tendo sofrido vários danos ao longo dos anos. De 1993 a 1996, foram efectuados vários trabalhos arqueológicos, com o objectivo de salvar o castro da destruição. É o único castro marítimo do noroeste peninsular que existe em Portugal. Na altura em que a fotografia foi tirada (Abril de 2007), a estação arqueológica encontrava-se coberta de gravilha, tendo em vista conservar o património existente.

5 comentários:

garina do mar disse...

este castro está num sítio lindo... numa espécie de "concha" de rocha, mesmo em cima do mar!
(sempre achei que o Rochedo Sagrado seria aqui e não em Sto André)

não tens uma foto do conjunto? devo ter, se calhar até tirada do ar, mas só tenho os negativos!!

Laurus nobilis disse...

Não tenho... esperemos que venham melhores dias rapidamente e haja dinheiro para se recomeçar a trabalhar! O sítio é realmente lindo e a envolvente até está bem arranjada; do castro propriamente dito vê-se pouco e não há nenhum material de apoio sobre o que está ali. Somente um restaurante simpático faz as honras do lugar, mas os donos nada sabem sobre o castro. Talvez na Câmara Municipal ou no Turismo haja qualquer coisa sobre o local, mas não passei por lá.

nautilus disse...

Penso que aqui, tal como em Terroso, fazem sempre trabalhos durante o Verão, com voluntários das escolas e universidades.
Mas estes nossos antepassados sabiam mesmo instalar-se.

BLUE MOON I disse...

A imbecilidade fez do turismo areia e mar.... E sol, claro!!!
Assim nunca há dinheiro para o realmente interessante ( importante???)

Laurus nobilis disse...

Pois, isso é um facto. Ainda por cima as Câmaras Municipais fazem rotundas e o IPPAR está de rastos financeiramente. Não sei quem é que cuida da maioria destes Castros, mas deve ser uma destas entidades, o que não faz prever um grande interesse neste tipo de património. Mais valia que dessem a gestão e manutenção a uma entidade privada, como por exemplo existe em Briteiros.