09 fevereiro 2008

Lancha Poveira

Fotografia retirada do livro "Veleiros de Portugal" de Francisco Correia Figueira

14 comentários:

Laurus nobilis disse...

Esta, é uma embarcação característica da Póvoa do Varzim, utilizada em pesca de alto mar! Linda, não é?

garina do mar disse...

são lindos estes barcos!! e o livro também... foi a este livro que fui espreitar para ver se descobria qual era o barco da adivinha!!

garina do mar disse...

lembrei-me que tenho um livro chamado "O Poveiro", só sobre as tradições da Póvoa de Varzim... e outro sobre as "mulheres da praia" de Vila Chã, as que ajudavam na pesca e venda do pescado...
e ainda um só sobre o barco de mar, mas esse não tem velas!!
posso alugar ;)

disseram-me que este dos Veleiros está esgotado!! é uma pena... poupa bem o teu que é uma "relíquia" ;)

Anónimo disse...

Cara Senhora !
Desde que me conheço fico deliciado com as imagens das lanchas poveiras! Essas mesmas lanchas com mais de 40 homens a bordo, que navegaram pelo Atlântico até ao mar dos Açores, com passagens breves a Norte do Finisterra e escalas nos portos na costa Norte de Espanha.
Na oportunidade gostaria de dizer que esta lancha esteve presente nos locais onde se instalaram as colónias poveiras, lugares como a Afurada (V.N. de Gaia), Fanzeres (Gondomar) «a lancha descia o Douro, regressava com paragem na Cantareira (Foz do Douro) para venda de parte do pescado, seguindo rio acima até ao local de partida», e foram descendo pelo litoral até Buarcos (F. da Foz), já em número menos significativo.
Estas histórias poveiras mal conhecidas e pouco divulgadas tiveram início no século XII, por isso a merecer um profundo estudo a complementar a obra principal já escrita por Lopes Graça, sob o título "O Poveiro".
Cumprimentos, Reimar

garina do mar disse...

caro Senhor Reimar! muito obrigada pela visita...
tem toda a razão, as lanchas poveiras são fantásticas!!! e o livro de António dos Santos Graça é mesmo muito interessante... e já agora vale a pena visitar o museu da Póvoa de Varzim que tem uma componente de Etnografia e História, onde é muito bem retratada a tradição marítima do concelho!!

garina do mar disse...

engraçado... estava agora a folhear "O Poveiro" e encontrei uma referência à existência de inúmeras marcas de poveiros em Santa Tecla numa furna e em duas portas da capela!! deve ser por isso que fizeram a homenagem ao poveiro que o Laurus Nobilis mostrou quando foi ao Monte de Santa Trega

www.caxinas-a-freguesia.blogs.sapo.pt disse...

Boas.

É bastante agradável ver esta bela foto relativa à Póvoa de Varzim e ainda mais os comentários de agrado pelo significado deste tipo de embarcação e gentes que a usavam. Estou a par da sabedoria do Sr."reimar" sobre a Póvoa de Varzim e suas tradições e não estando eu em Portugal, tem sido extremamente difícil adquirir as obras existentes sobre a lancha Poveira, em especial planos, pois tenho grande gosto no modelismo, mas dê por onde der hei-de fazer o modelo fiel da Lancha.
Li algures que a Câmara da P. de Varzim pretende construir uma outra lancha, de menor porte, para levar turistas. Gostava de saber porquê que tem de ser de menor porte... mas venha ela, é preciso é que se construam.
O meu pai é Caxineiro, a mãe é Poveira,tudo gente de mar; os apelidos Marques e Fangueiro e siglas também as tenho. Com tudo isto em "cima", acreditem que é difícil estar longe do mar Português, em especial o de lá do Norte.

Laurus nobilis disse...

Fico contente de terem gostado... brevemente haverá mais, sobre as magníficas embarcações que fizeram este povo estar, desde há séculos, virado para o mar!

BLUE MOON I disse...

O aparelho desta lancha, " LUG" será talvez o irmão mais velho dos aparelhos que navegam contra o vento. Apesar de precisar de muita gente, para virar de bordo, com a descida da verga até ao convés, e depois passada por ré do mastro para a nova mareação, era uma revolução na vela.
Fantástica imagem.

Laurus nobilis disse...

Jé aprendi algo pela manhã....

nautilus disse...

Lindíssimo o barco. E a fotografia também, a ver-se a onda de esteira. Uma boa lembrança Laurus Nobilis. Fico à espera de mais.

Miúda, tens que me emprestar o Poveiro que eu não conheço.

garina do mar disse...

claro que empresto... ou alugo!! vou pensar ;)

joão marinheiro disse...

Boas, um dia explico como se camba a vela na lancha e nas catraias.
Abraço desde o norte

garina do mar disse...

ficamos à espera da "aula" João Marinheiro!!
é sempre bom aprender coisas novas ;)