18 fevereiro 2008

Barco Saleiro da Ria de Aveiro

Fotografia retirada do livro "Veleiros de Portugal" de Francisco Correia Figueira

20 comentários:

garina do mar disse...

bem giro!! mas mais giro que o barco é ver a quantidade de pirâmides do sal!!

Eugénio disse...

hoje em dia, há uma pirâmide de sal para turista ver... é a grande diferença.

Laurus nobilis disse...

É da mesma terra e portanto tem uns ares de barco moliceiro... mas só servia para transportar o sal!

joao veiga disse...

Não eram piramides oh gentes, eram cones, com base circular.
E a fotografia no (Veleiros de Portugal" tem a legenda que reproduzem, mas o barco é um MERCANTEL. E a cale é a de Espinheiro.

joao veiga disse...

Mais, os MERCANTEIS transportavam tudo, menos moliço, cacos velhos das ceramicas para compor as motas, vacas e cavalos para as ilhas, maquinas, mercadorias para S Jacinto, Sal das marinhas e para os bacalhoeiros, gentes (da Mota de e para a Costa Nova, da Bestida para a Torreira, da minha rua (da Barca) para a Vista Alegre, até a mim, vejam lá, que tanto andei nessas barcas

Laurus nobilis disse...

Esclarecido! Folgo em constatar que já está recomposto... Quanto às pirâmides, deve ter sido um "lapsus lingue", tão comum nos tempos que vão correndo.

garina do mar disse...

pois... deve ter sido engano... nem me lembrei que em Aveiro existe um cais e um canal dos cones!!!

Anónimo disse...

Ahh grande João Veiga que estás atento.Gostei das correctas informações e já agora atrevo-me a sugerir que publiques uma foto dum Moliceiro e dum Mercantel pois as diferenças são notórias.
Quanto às Pirâmides há efectivamente um Canal das Pirâmides que vai do Rossio à Eclusa. O nome veio das duas Pirâmides em Pedra,representando os montes de Sal,que estavam colocadas no fim do Canal junto à Eclusa e que se suicidaram por causa da total degradação dos terrenos circundantes. Existem por ali Cachos de Carraças...
Zurk

Ricardo Cordeiro disse...

Neste blogue está-se sempre a aprender! :-)

nautilus disse...

Pois a verdade é que a mim me parece que serão sólidos de revolução gerados por triângulos variáveis e não precisamente cones dado que será muito pouco provável que as bases destas "pilhas" de sal sejam exactamente uma circunferência Existem cones irregulares?. Mas no limite, e considerando que um cone é uma pirâmide com um número infinito de faces, terão todos razão.
Ainda me lembro de ver na ria mais do que a "pirâmide para turista ver" mas é assim mesmo? Já não sobra nada?

Agora o que é mesmo verdade, sendo saleiro ou mercantel, ou sendo o saleiro uma versão conjuntural do mercantel, a embarcação é muito bonita.

jc disse...

Isto vai longo!!!

garina do mar disse...

pois... isso dos cones irregulares já não sei... longe vai o tempo em que calculava volumes de molhes e retenções a partir da integração do perfil ;)
mas fui agorinha mesmo informada!! por uma "fonte" altamente fidedigna, daquelas irrefutáveis que "quando transporta sal para os navios ou sobretudo em serviço das marinhas de sal, é também correcto chamar-se-lhe barco saleiro"
obrigada "fonte"! ;)

sara disse...

Estou de volta!
Bem, já não passava por aqui há algum tempo e ... estou a ver que tenho que por a leitura em dia :))

Eugénio disse...

Defenitivamente é um mercantel. E mais: é um mercantel do norte da ria, porque a sul os mercanteis eram todos pretos, da cor do "piche" usado para calafetar (piche, casca de arroz e novamente piche por cima)

garina do mar disse...

já tínhamos marcado falta Sara! é favor estudar a matéria pra trás ;)

mercantel E saleiro!!

Anónimo disse...

Vai boa a conversa. Ninguem fala nas ilhavas? Pois as Ílhavas eram tal qual o Eugénio as descreve. Só lhe faltou falar na estopa, comum a todos as embarcações de madeira.
João

Marieke disse...

Tanta cumbersa..sobre mercantéis e sobre moliceiros...e que tal um passeio num deles? ou nos dois?...Desafio lançado por mim?????será que pega??????aceito inscrições...datas...organizem-se que eu organizo...fica o cumbite,,,de pé em cima de um cone ou de uma pirâmide....Pode ser um sábado...de sol.....com flor de sal..e tudo fico à espera..no meu ponto de encontro...poderá ser...um passeio luso galego...alguém que me pegue na palavra

garina do mar disse...

pois é Marieke... mas há cerca de um ano, a propósito de tostas e moliceiros, houve quem ficasse de agendar um passeio no início de Agosto (do ano passado)!!!

Ventura disse...

Pois se por cá aparecerem , por Aveiro, a melhor altura seria na festa do s. Paio da Torreira, sempre há as regatas... E não resisto a referir, a propósito da questão do mercantel, que pela ria de aveiro, não existem saleiros. Esses estão na foz do mondego, no estuário do sado, talvez no tejo. Na ria de Aveiro é que não. Aqui, são mesmo mercantéis. E estamos a falar de embarcações muito semelhantes. Enfim, regionalismos.

garina do mar disse...

bem... a fonte altamente fidedigna que me confirmou que "quando transporta sal para os navios ou sobretudo em serviço das marinhas de sal, é também correcto chamar-se-lhe barco saleiro" foi uma das maiores especialistas, se é que não é a maior!! de embarcações deste tipo...