18 outubro 2007

Ilha das Flores: o Ocidente de Portugal

A "ponta" e o "ponto" mais Ocidentais da Europa: em cima a "ponta da Coelheira" (ou da Cuada, ou da Fajã), a sul da Fajã Grande e, em baixo, o ilhéu de Monchique a Oeste da ilha.
E o pôr do Sol a Ocidente:
visto da Aldeia da Cuada
e do restaurante "Pôr do Sol", na Fajãzinha, o restaurante "mais simpático" da ilha.

13 comentários:

Anónimo disse...

Lindas imagens que reforçam a minha vontade de voltar aos Açores rápidamente,quem sabe na Primavera...:)JC.

nautilus disse...

Que bela ideia JC.
Espero também conseguir lá voltar no próximo ano. Desta vez ao Grupo Central: ainda me falta conhecer a Graciosa.

sara disse...

Isso! Fazem vocês muito bem em vir cá e divulgar este pequeno paraíso :))

nautilus disse...

Pois pois. Publicidade gratuita :)

Mas correm o risco de depois terem gente a mais e não haver capacidade de carga.

Eugénio disse...

Ocidente de Portugal ou oriente dos "estates"
:)

Laurus nobilis disse...

Que, da Ocidental praia Lusitana,
Por mares nunca de antes navegados...

Apeteceu-me relembrar...

Tanta beleza num só arquipélago, é obra!!!

navegante disse...

Dá vontade de ir mais além... ainda mais para Ocidente!

cat disse...

Adorei este blog. Parabéns!
Encontrei-o porque andei à procura de informação sobre a "Rocha da Mina", perto de mim no Alentejo. É realmente um sítio mágico. Limpa tudo. As vossas fotografias mostram-no, no máximo do que se pode traduzir em fotografia simples, claro.
Mas depois fui puxando fio aqui, fio ali neste log e .... vai ficar nos meus favorites! Muito obrigada.

nautilus disse...

Com sítios destes vêm falar do outro lado do Atlântico. Francamente!

cat disse...

Bom, se fosse do outro lado do mundo, Karijini, ou Uluru, ambos na Austrália, ou certas ribeiras na Nova Zelândia onde ainda há grandes blocos de jade que emitem mágica que até se apalpa... esses sim, são mais poderosos que a nossa "simples" "Rocha da Mina". Mas cá temos o tudo...
É verdade que se percebe melhor que sim depois de ter palmilhado o "não cá", seja sempre para Ocidente, seja sempre para Oriente.
:)

navegante disse...

Concordo que com terras destas não dá nenhuma vontade de sair mas, a última fotografia é sugestiva... apetece ver o sítio onde os raios do Sol entram no mar...

nautilus disse...

Pois. É no mar. Não deve ser muito diferente do que aparece na fotografia :)

garina do mar disse...

são lindos estes pôr do sol!!!
e é verdade que no Pôr do Sol são muito simpáticos!

mas oh Eugénio! que é isso dos estates? pelo nome parece-me uma coisa esquisita qualquer!!