22 outubro 2007

No Garajau...

Os meros são a atracção turística do Garajau. Grande percentagem dos mergulhadores vai até ao Funchal para ver meros. Que ainda por cima são uns bichos bastante sem graça: vêm ter com os mergulhadores a pedir festas, tal como fez este quando percebeu que eu não lhe ligava nenhuma.
Para além dos meros vêem-se uns cardumes grandinhos de sargos e salemas, uma ou outra garoupa, um peixe trombeta, mas nada por aí além... Provavelmente pelo excesso de pessoas que mergulha ali em simultâneo, porque todos querem mesmo é ver os meros!!
E é de tal maneira que o "guia" do mergulho pôs a hipótese de irmos a outro local, quando viu os 3 barcos que já estavam na "casa" dos meros (e mais um que se aproximava)... mas, tirando eu, ninguém quis!
Conclusão: gostei bastante mais dos 2 mergulhos na zona do Lido, ali mesmo em frente aos hotéis!

22 comentários:

Anónimo disse...

Sortuda! :)JC.

garina do mar disse...

sortuda seria se tivesse ido mergulhar a outro sítio do Garajau...
assim tive que aturar o "número" dos meros!!

Laurus nobilis disse...

A fotografia está linda. Os meros, são uma espécie de peixes domesticados, mas eu acho-lhes alguma piada.

garina do mar disse...

eu não... sobretudo a estes que são completamente domesticados!! consta que há por aí uns que até têm colesterol, à força de serem alimentados!!
assim parece que estamos a visitar o jardim zoológico...

Ricardo Cordeiro disse...

Também já mergulhei no Garajau e posso dizer que em geral gostei. Mas sem querer ser juiz em causa própria acho os Açores mais ricos e selvagens. A começar pela cobertura algal, quase inexistente na Madeira, e a terminar no comportamento dos peixes. Um mergulhador normal poderá dizer que o comportamento do Pintas e do Malhadinho (o mero da foto, julgo)é espectacular, mas se conhecer o que está por trás desse comportamento talvez mude de ideias. Quanto à visibilidade é a mesma coisa. Em relação aos Açores a Madeira só é melhor, na minha opinião, no facto de água ser mais quente 1 ou 2ºC no Verão. Apesar desta minha opinião, a Madeira não deixa de ser para mim um sítio muito especial para mergulhar.

garina do mar disse...

acho que este é o Pintas... andavam por lá mais 2, um a fazer de porteiro junto à bóia e outro do qual nem passei perto!! o comportamento que referes é o associado a salsichas e ovos cozidos?
também notei a falta de revestimento das rochas! no Porto Santo disseram-me que ainda eram os efeitos da maré negra, aqui como só mergulhei em 2 sítios e no Lido tinha um pouco mais de vida não percebi se era uma constante ou não...
a sensação que tenho é de no arquipélago da Madeira haver mais visibilidade, pelo menos mais vezes... ou então nos Açores tive azar ;(
a temperatura achei quase equivalente mas nos Açores aparecem às vezes umas correntes muuiito friiias!!

BLUE MOON I disse...

Os meros São bastante coloridos, não??
E de carne afamada, também... Digo eu(?)

garina do mar disse...

os meros são assim pro acastanhado ou cinzento escuro com umas manchas claras como este tem...
quanto à carne... dizem que será! mas é proibido pescar/caçar meros!!

BLUE MOON I disse...

Mas podemos sonhar com um, não???

Ricardo Cordeiro disse...

Estive a ver as minhas fotos e acho que é o malhadinho... ;p Claro que o comportamento é derivado de alimentação por parte dos mergulhadores (tipo cães de Pavlov). A falta de algas deve-se principalmente ao ouriço Diadema antillarum. Espécie exótica muito conhecida por destruir os fundos algais.
Podes confirmar com o Carlos ou com o Nélio, nas últimas semanas temos tido cá visibilidades absurdas... a melhor altura é Setembro e Outubro, quer nos Açores, quer na Madeira.
Essas correntes frias por um lado são boas, "trazem" pelágicos... :)

navegante disse...

Independentemente do nome do animal, concordo com a Garina: os meros são uma espécie quase amestrada, pelo menos em alguns sítios!

navegante disse...

Mas a foto está impecável!

garina do mar disse...

sonhar com o quê? com mero frito? para quê?
a boa visibilidade agora deve ser normal... também é a melhor altura de ir mergulhar nas Berlengas!!

BLUE MOON I disse...

Tamos a brincar.... ( com coisas sérias????)

garina do mar disse...

pois... pois...
bem sérias

porque ainda por cima caçar meros é proibido mas depois há quem os mate a dar-lhes de comer o que não devem!! o que por outro lado faz com que o "filete" de meros fique a saber a salcichas com ovo, por isso não vale a pena o "petisco" ;)

nautilus disse...

Quase que dá para ver quantos dentes tem o mero. Mas para se aproximar desta maneira é porque de facto não se assusta com as pessoas.

Também não fazia ideia que o fundo do mar na Madeira fosse tão "despido". Como é que então existem cardumes tão grandes? Parece que falta uma componente da cadeia alimentar.

Laurus nobilis disse...

Pois eu, continuo a achar piada a bonomia do animal; quanto à ausencia de algas é realmente estranho, dado o número de peixes que por lá andam.

Anónimo disse...

boa tarde, sem querer criar confusoes... acho q a menina fala de cor, isso deve ser ao facto de a sua terrinha ser um fim de mundo sem graça q as tantas nem acesso ao mar tem, e vem pra aqui dizer q os meros sao isto ou aquilo..." cada um com a sua opiniao" mas fico com a ideia q voce percebe é de horta e n do mar! Artur

Anónimo disse...

Coitado! Este devia vender salsichas para alimentar meros

Ricardo Cordeiro disse...

Bem, sem querer também levantar ondas, posso dizer que quando estive lá foi-me garantido pelo centro onde mergulhei que eles não alimentavam os meros...
O que sei é que aqueles meros já foram alimentados, pelo comportamento que apresentam. O pessoal do centro onde mergulhei não negou que os meros já foram alimentados por outros centros. É conhecida a forte presença de Alemães na Madeira. Também é conhecido o hábito dos centros de mergulho geridos por Alemães por este mundo inteiro alimentarem os peixes. Se foram eles que começaram a alimentar os meros do Garajau não sei. Sei que no centro onde mergulhei, apesar de dizerem-me que não levavam comida para os meros, a verdade é que alimentavam os meros: partir ouriços é alimentar os meros.

Deduzo que o Artur seja da Madeira. Quer queira ou não, a verdade é que os meros do Garajau são alimentados. Eu vi e ponto final!

Eu como biólogo marinho sou completamente contra isso, não só por questões ditas "ecológicas", mas também pela segurança dos mergulhadores. Veja este vídeo http://www.youtube.com/watch?v=wM61dYixwSM e tire as suas conclusões. Por "sorte" a vítima foi um guia, e se fosse um cliente? Como seria? Pense nisso.
Já vi um mero cá nos Açores a arrancar a máquina fotográfica a um mergulhador e este mero não é alimentado... estes bichos são selvagens e é preciso ter muito cuidado e respeito.

Ricardo Cordeiro disse...

Esqueci-me de dizer que a caixa estanque partiu e a máquina fotográfica foi à vida... é para verem a força de um mero...

garina do mar disse...

aqui foi o único sítio onde vi meros a aproximarem-se das pessoas a pedir algo... será que andariam à procura de peixinhos da horta?

mas agora a "moda" não é partir ouriços... é raspar as poucas algas que cobrem as rochas para atrair os peixes!!