10 setembro 2006

Na “ponta da passagem”, a caminho do cabo Espichel

(desculpem as gotinhas na foto, mas dentro de água não sei como as limpar)
Um mar chão, muito boa visibilidade, a água nem fria parecia, mas às vezes lá em baixo arrefece bastante...
descemos, atravessámos a “passagem” junto às paredes cobertas de plantas e animais coloridos...
alguns até parece que conversam uns com os outros!

7 comentários:

s.o.s. disse...

afinal debaixo de agua e que ha cor!!!as coisas que eu aprendo!!!a bicharada e os seres sao muito mais fantasticos!!!nao fiquem surpreendidos mas sempre que a gente nao sabe de uma coisa quando se aprende fica-se deslumbrado...com coisas que vos serao evidentes

garina do mar disse...

ainda vamos ter um s.o.s. a tirar o curso de mergulho! eu bem tento convencer a sailor girl mas ainda não consegui...
agora é assim, do pouco que eu sei... para vermos a côr (ou será que é para termos côr?) temos que ter luz... e a água do mar vai filtrando a luz, quanto mais fundo vamos mais escuro está... e a primeira côr que desaparece é o amarelo... sem qualquer luz complementar vemos as coisas azuladas... quando usamos uma lanterna ou um flash vemos estas corzinhas todas! as estrelas do mar por exemplo, que numa foto sem flash aparecem castanhas e sem graça, ficam com aquele encarnado lindo quando "se lhes dá com o flash", como diria o nosso amigo Luís Quinta

garina do mar disse...

e já agora.. parece que quanto menos luz natural temos mais espectaculares ficam as fotos, basta ver as que se tiram de noite e nas grutas/túneis

s.o.s. disse...

tem que se fazer cursos? isso é o menos...mas tem que se passar exames?

Sailor Girl disse...

Deus me livre! Isso está cheio de tubarões! Vou, mas só se for numa gaiola de platina reforçada com vários metais «imastigáveis»!!!

s.o.s. disse...

pois é, Sailor Girl, aquilo tem uma data de natureza que nos acha petiscos para almoço e jantar!

garina do mar disse...

tem exame tem... e curso, e convém que seja bem feitinho... mas se for bem feitinho não há nada a temer...

tirando os bichos com dentes claro! mas nesses mais vale não pensar muito que é o que eu faço!