09 fevereiro 2008

"Casa Grande do Mar"

Há uns anos recomendaram-me este livro onde Carlos Caseiro conta, de forma deliciosa, a história desta "casa grande do mar" que é o Aquário Vasco da Gama.
O livro, foi publicado em 1998, para celebrar os 100 anos da inauguração do Aquário que, por sua vez, foi mandado construir por El Rei D. Carlos para celebrar os 500 anos da chegada de Vasco da Gama à Índia.
Em 4 capítulos muito interessantes, começa por ser narrada a viagem de Vasco da Gama, depois, é descrita a dedicação do rei D. Carlos às coisas do mar e da oceanografia e como isso determinou a construção do Aquário.
Segue-se a história da construção e da "vida" do Aquário nos seus primeiros 100 anos de vida, com todas as vicissitudes por que passou para assegurar o funcionamento, a manutenção e a aquisição das inúmeras espécies que ali são estudadas e podem ser observadas.
Por fim, relata uma simpática visita ao Aquário de um grupo de jovens, que, para além dos espaços normalmente visionáveis, têm a sorte de poder conhecer os bastidores - laboratórios, aquários, tanques, maquinaria -, que asseguram o funcionamento deste magnífico espaço.
O Aquário Vasco da Gama, quer pelo belíssimo edifício, quer pela faceta mais científica que assume, tem um papel importantíssimo para a divulgação da vida marinha, constituindo um bom complemento a uma visita ao Oceanário de Lisboa.
(Nota: Todas as imagens são retiradas do livro e podem ser ampliadas.)

7 comentários:

Laurus nobilis disse...

É uma verdadeira homenagem ao Mar e em particular ao Senhor D. Carlos; para além, é claro, de ser uma excelente homenagem ao Aquário Vasco da Gama enquanto instituição, sobretudo pelo trabalho de pesquisa que foi feito pelo Carlos Caseiro!

garina do mar disse...

o livro é muito giro!! e tem uma coisa boa, motiva a visita ao Aquário que ficou um pouco esquecido depois do aparecimento do Oceanário...
por sinal ainda tenho a haver uma visita dessas especiais ;)

garina do mar disse...

aquela "aguarela" parece saidinha de um livro do Júlio Verne!! deves saber essas coisas "Nautilus" ;)

Anónimo disse...

Cara Senhora !
Tenho uma boa história para lhe contar.
Em conjunto com um grupo de amigos, pessoas como eu ligadas ao mar, estivemos empenhados na montagem de um aquário, de fácil acesso a um largo grupo de crianças no norte do país, tendo efectuado contactos a nível oficial.
Da C.M. de Matosinhos tivemos logo a disponibilidade de um terreno junto ao farol em Leça da Palmeira e do Estado chegou uma verba na ordem dos 24 mil contos, que iriam permitir avançar com a obra.
Da Marinha via Aquário Vasco da Gama, chegou o veto com a indicação de que já havia um aquário em Algés, daí que as crianças poderiam sempre deslocar-se até lá para cumprir os fins em vista.
Não pude deixar de soltar uma imensa gargalhada, quando soube da intenção de ser criado o Oceanário em Lisboa, debaixo do nariz da Marinha, equivalente a um tiro no pé das forças de decisão.
Só lamento continuar sem um aquário de dimensões aceitáveis no norte, até aos dias de hoje, pelo que teremos de nos contentar com um mini aquário entretanto a funcionar na praia da Aguda (próximo a Espinho), com espécies de peixes locais, que acredito só exista porque tiveram o bom senso de não ter pedido o parecer de ninguém.
Cumprimentos, Reimar

garina do mar disse...

eheheh... conheço a Estação Marítima da Aguda, mas é uma coisa pequenina... e em Vila Nova de Cerveira também existe um agora, mais virado para as coisas do rio Minho!!
mas o que o Nautilus diz, e eu acho que ele tem razão, é que o Aquário e o Oceanário se complementam... no Oceanário a "dimensão" é tal que só queremos mesmo olhar para os peixes, de resto a informação sobre cada espécie não é tão detalhada como a do Aquário!!

nautilus disse...

Obrigado pela visita caro Reimar. É uma pena não se poder fazer aquários um pouco por todo o lado. Seria uma boa forma de despertar a atenção das pessoas para o nosso Mar. Independentemente de depois haver uns quantos "de referência" como o Oceanário, o Vasco da Gama e ainda o Fluviário de Mora, dedicado aos rios.

garina do mar disse...

ao Fluviário nunca fui... mas já ouvi dizer que é muito giro!! parece que o bar está virado para o "tanque" das lontras..