15 outubro 2007

O "Edwin L. Drake", agora "Dori"

Este “Dori” não tem nada a ver com os “nossos” dóris da pesca do bacalhau.
Lançado à água em 1943, pela War Shipping Administration (International Freighting Corp) dos Estados Unidos da América, com o nome de Edwin L. Drake, começou por ser um Liberty-ship, participando na "Operação Overlord", o desembarque na Normandia, a 6 de Junho de 1944 (Dia D).
Passou, em 1947, para o American Trans-Ocean Navigation Corp, e foi mudando de dono, de bandeira e de nome até 1962, onde nas mãos da Atalaya Cia Nav.SA, lhe deram o nome de Dori.
A 16 de Janeiro de 1964, teve um rombo e encalhou próximo de Ponta Delgada, acabando por explodir e afundar-se a cerca de 20 metros de profundidade, em frente a São Roque e à praia do Pópulo.
Veja mais aqui.
O Dori quando ainda era o Edwin L. Drake

Nota adicional: consta que o coronel Edwin L. Drake, que deu o nome ao navio, terá sido a primeira pessoa a explorar petróleo comercialmente nos States, dando origem à "indústria do petróleo".

10 comentários:

Laurus nobilis disse...

Nem todos os navios se podem orgulhar de ter participado no Dia D. Mesmo afundado, é "Um Navio com História!"

garina do mar disse...

não consegui foi descobrir porque lhe deram o nome "Dori"...

Anónimo disse...

!!! Estou espantado!!Até pensei que me tinha enganado e estava no A VÊR NAVIOS! :)Boa,gostei.Parabens pela pesquisa.JC.

garina do mar disse...

estou a fazer concorrência ao Nós e o Mar!!!
;) ;)
amanhã vem o resto da história...

BLUE MOON I disse...

Os Liberty, foram construções para o esforço de guerra. Fez-se um, copiaram-se centenas. Rebitados, e com alguns problemas de " produção"... Mas foram um empurrão fantástico para as marinhas mercantes europeias.
DORI, devia ter sido uma namorada do fulano! A verdade é curta e venenosa...

BLUE MOON I disse...

Mas gostei ( também) da experiencia ; Há que continuar; Perco é ajuda na salsicharia cá do bairo!!!!

garina do mar disse...

este senhor tem alguma informação sobre a construção dos Liberty-ships...
consta que encomendaram uns 6 mil entre 1939 e o fim da guerra! e que em 1943 "saíam" 5 por dia!!
(que nem salsichas ;))

nautilus disse...

Bem interessante. Quantos navios não haverá por aí abandonados ou afundados sem que se suspeite de um passado de glória?
Mas, não falta aqui qualquer coisa?

A VER NAVIOS disse...

Fique descansada. Não faz concorrência nunhuma;)
Apreciei e gostei de ler a história.
Estamos sempre a aprender.
Conte mais.
Este Blue é do pior que conheci, livra! Arranjou logo uma namorada para o segundo nome do navio e pronto.

garina do mar disse...

não é o 2º nome... teve outros pelo meio!!