10 novembro 2007

de Inhambane ao Tofo

São cerca de 20 quilómetros.
À beira da estrada encontramos pequenas aldeias de casas de macúti (cobertura de folhas de palmeira).
Por entre as palmeiras vêm-se de onde em onde alguns braços de mar
e, ao longe, na zona da Barra, dezenas de canoas que por ali andam, à pesca e no transporte de pessoas e mercadorias.

7 comentários:

Anónimo disse...

Era uns dias num paraíso destes que eu estou a precisar....:)JC.

garina do mar disse...

recomendo vivamente!!! então quando vires a praia...
e agora imagina eu que era para ter voltado lá em Outubro ;(

Eugénio disse...

Inhame já comi, Inhambane... nunca ;)

Laurus nobilis disse...

Isto sim! Esta é a terra das Palmeiras! A nossa costa dispensa-as bem, excepto para as câmaras municipais que não têm imaginação para mais... as palmeiras fazem parte do imaginário de toda a gente quando pensa em África, não em Portugal! Continuo a dizer que esta tua terra é bem bonita!

swt disse...

Exactamente, Laurus Nobilis. Daqui a uns quatro anos, quando passarem por Loures, podem ver isto cheio de palmeiras. Plantam-nos por todo o lado e nada poucas. Não sei qual é a ideia...

O meu pai e a minha mãe falavam muito de Inhambane. E penso que só tinha visto umas fotos muito desbotadas... Assim fico a conhecer, embora não faço a miníma ideia se terá mudado muito ou pouco em 50 anos.

garina do mar disse...

mas aqui são florestas de palmeiras... ao "natural"!
não são palmeiras "decorativas"!!!!

quanto a Inhambane, Swt, se andar para trás, pelo índice ou pelas etiquetas, tem mais fotos de Inhambane e dá para perceber que muita coisa deve estar tal qual!!

nautilus disse...

Moçambique é de facto uma terra espectacular! Quem não conhece deveria rapidamente remediar a falha :)