14 agosto 2009

14 de Agosto de 1385

O Campo Militar de S. Jorge testemunha o local onde se travou, a 14 de Agosto de 1385, uma batalha entre dois exércitos régios e um dos acontecimentos mais decisivos da história de Portugal: a Batalha de Aljubarrota.
No campo militar significou a utilização de uma táctica inovadora (experimentada na batalha de Atoleiros), onde os homens de armas apeados foram capazes de vencer a poderosa cavalaria medieval. No campo diplomático, permitiu a aliança entre Portugal e Inglaterra. No campo político, resolveu a disputa que dividia o Reino de Portugal do Reino de Castela e Leão, permitindo a afirmação de Portugal como Reino independente. Tornou possível também que se iniciasse uma das épocas mais grandiosas da história de Portugal, a época dos descobrimentos.
Confrontaram-se dois pretendentes ao trono: D. Juan I de Castela e Leão e D. João I, Mestre de Avis, que fora aclamado Rei de Portugal 4 meses antes nas Cortes de Coimbra. O exército castelhano era numérica e militarmente superior ao português; no entanto, D. Nuno Álvares Pereira que comandava o exército nacional, concretizou um sistema táctico antes e durante o confronto, que acabou por levar Portugal à vitória.
Adaptação de excertos do “Folheto de Divulgação da Fundação Batalha de Aljubarrota”

6 comentários:

garina do mar disse...

esses senhores sempre tiveram a mania de querer mandar em nós!!!
o que vale é que felizmente vai sempre aparecendo alguém a defender a nossa terrinha ;)
foi a Fundação da Batalha de Aljubarrota que fez aquele Centro de Interpretação que está muito giro?

Laurus nobilis disse...

Está muito mais que giro! Do melhor que tenho visto, incluindo no estrangeiro. Para além do acompanhamento bastante profissional que é feito aos visitantes nas diversas alas que existem no Centro e da visita ao Campo de S. Jorge, existe um filme a três dimensões sobre a batalha que, simplesmente, está perfeito!

Eugénio disse...

Passei lá com o meu puto o mês passado. Do melhor que tenho visto.
Estive para comprar um livro "Aljubarrota visto pelos Espanhois", não comprei mas devia ter comprado.

nautilus disse...

Tenho mesmo que agendar uma ida ao Campo de São Jorge. Pena não teres fotografias do campo de batalha. Deve ser interessante perceber como é que estava organizado.

Esse livro existe Eugénio?

Eugénio disse...

Existe... Está à venda lá no Centro de Interpretação.

nautilus disse...

Obrigado. Vou ter que ver isso quando lá for.
Mas se for do estilo do das Cruzadas vistas pelos Árabes quem fica mal visto são mesmo os castelhanos :)