03 novembro 2007

de volta à zona da Ponta Garça

O objectivo era verificar se depois das incursões clandestinas da véspera estava tudo bem com o mero "Augusto".
Mas chegados à sua toca... nada de Augusto! Um mergulho estragado: tinham dado cabo do peixe (património classificado pelo menos há 30 anos!!) e o sítio como local de mergulho não era dos mais interessantes.
Damos uma volta por ali, um bocado para "cumprir o programa" quando Uff! afinal o Augusto, apesar das inúmeras visitas e de ter "nome", não é um mero "amestrado" e estava simplesmente desconfiado de tanta agitação. Mas acabou por voltar para "casa" e ficar na fotografia.
Bem, já mais descansados continuámos o mergulho sem grandes novidades:
ainda vimos umas paredes engraçadas cobertas de espirógrafos
e encontrámos um bodião(?) sarapintado que por ali andava...




Começávamos já a subida, quando o Nélio nos assinala uma "bicuda" solitária.
Fiquei atenta (nestas águas costumam aparecer uns cardumes bem grandes) e pouco depois, lá estava, um cardume enorme de "bicudas" já grandinhas!
22 metros, 53 minutos. Afinal até foi um bom mergulho!

17 comentários:

BLUE MOON I disse...

Ainda deixo de comer MEROS por sua culpa.
E não sei se consigo não lhe perdoar!!!!

garina do mar disse...

espero bem que deixe!!!
e eu não gosto de meros... é só porque era triste ver o BM a pagar uma grande multa ;)

Swt disse...

Milhas náuticas no seu melhor!

Laurus nobilis disse...

Direi mais... Garina do Mar no seu melhor!!!

Ricardo Cordeiro disse...

O mergulho nos Açores às vezes é como aqueles jogos de futebol em que a equipa da casa está a perder e os sócios não ficam para os descontos de tempo... a equipa acaba por dar a volta ao resultado naqueles últimos minutos.

O ano passado nos Arcos da Caloura estava a ser um mergulho normal: o mero, as moreias, os arcos, as grutas, nada que eu já não tenha visto umas dezenas de vezes... não é que na paragem de segurança aparece uma jamanta...

É essa incerteza que me fascina...

Claro que há aqueles mergulhos que a variedade é tanta que até chateia. :D

sara disse...

Infelizmente...é triste e vergonhoso :((

garina do mar disse...

os meros? pois...

nautilus disse...

Que belas barracudas! É de facto como diz o Ricardo: aproveitar o mergulho até ao fim, nunca se sabe o que vai aparecer :)

E ainda bem que este mero não está "domesticado". Mas não chegaste a dizer se apanharam o infractor?

Ricardo Cordeiro disse...

Apanharam... e pior é da Marinha... segundo consta levou uma traulitada de um superior, que ainda deve estar com os ouvidos a doer! Se teve outras consequências, como apreensão de material/embarcação e/ou multas, não sei...

nautilus disse...

Inacreditável! Afinal quem devia dar o exemplo, anda a fazer coisas destas.
Mas a lei obrigaria à apreensão do material e embarcação, pelo menos. Será que o senhor se safou disso por ser da Marinha?

garina do mar disse...

pois... eu tinha ideia que se sabia quem era... mas também fiquei sem saber o que lhe tinha acontecido!!

e pelos vistos...

garina do mar disse...

já agora... Ricardo? aquele das pintinhas é um bodião?

Ricardo Cordeiro disse...

Sim, é uma fêmea da espécie Centrolabrus caeruleus.

Laurus nobilis disse...

Espero que o tal senhor não tenha só sido repreendido... uma apreensão de material vinha mesmo a calhar, para aprender!

garina do mar disse...

obrigada Ricardo!
nas minhas tabelas não vem esse mas o formato parecia de bodião, as pintinhas é que não conhecia ;)

Nélio disse...

olá a todos, eu o "mestre" do Augusto, se é que se pode dizer que ele tem mestre... sou eu que lhe conheço as manhas. O "gajo" está vivo e bem, e agora tem lá umas 3 amigas por perto :D

com o diminuir de assitência ele está um bocadinho mais "manso" e já vem dar umas voltinhas cá por fora para mostrar o seu belo porte atlético.

garina do mar disse...

oh Nélio! eu pensava que o "mestre" do Augusto era o Adelino... e que tu eras o guardião ;)
quanto a vê-lo cá fora eu também o vi... mas muito pouco tranquilo!