21 maio 2007

Os mastros da Cutty Sark

(que já se chamou Ferreira quando foi um navio português, entre 1895 e 1922)
e a sua figura de proa
(que representa Nannie, a feiticeira, agarrando a cauda da égua Meg, do agricultor Tam O'Shanter, tal como na lenda (re)contada por Robert Burns (ver no site da Cutty Sark)

5 comentários:

garina do mar disse...

lindo!!! é evidente que uma beleza destas tem que ser recuperada!
custe o que custar...

LisbonGirl disse...

Concordo! Tive muita pena do que aconteceu!

nautilus disse...

Faltou dizer que, outras histórias da Cutty Sark (e de outros navios), podem ser lidas no Nós e o Mar (http://noseomar.blogspot.com), do nosso amigo A Ver Navios.

Laurus nobilis disse...

Parece que afinal vão mesmo recuperar o navio...!

geninho disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.