28 julho 2009

Serra da Arrábida

Vista do mar
As suas falésias abruptas sobre o mar, incluem a mais alta da costa continental europeia: a da serra do Risco.
E abrigam "jóias" como o convento velho e o convento novo da Arrábida e a "Mata Coberta" que os envolve,
ou como a pequena praia de Alportuche, de águas transparentes!
O Parque Natural da Arrábida foi classificado a 28 de Julho de 1976, faz hoje 33 anos

6 comentários:

Laurus nobilis disse...

Continuando nos Parques Naturais de Portugal... Este, já o percorri de dia e de noite, tendo inclusive apanhado uma tempestade bastante violenta quando o atravessava a pé, já lá vão uns anos. É uma verdadeira preciosidade natural! A costa, as praias e o que está abaixo da linha de água, também não ficam a trás; é só pena a água ser tão gelada...! Bem lembrado o seu aniversário!

garina do mar disse...

"..., já lá vão uns anos."!!!
e a Arrábida aqui tão perto...
há quantos anos não pões os pés na Arrábida? já era Parque Natural? ;)

Laurus nobilis disse...

Já, mas recentemente...

joao madail veiga disse...

Voltamos deste modo às nauticas, milhas.
Este ano tive programada a viagem até lá, até Sesimbra, com o NVV Veronique, mas a tradição impeliu-me para a Galiza, uma vez mais, com a Xunta a agraciar-me com a autorização de navegar e fundear nas ilhas atlanticas, dois anos, e à borla, pasmem-se.
E vou entrar no Rio Minho, até à mata do Camarido, que até ferve....

nautilus disse...

A serra da Arrábida é mesmo uma "jóia" do nosso país.

E eu estou a ver que tenho que ir fazer uma visita aos golfinhos do Sado :) com paragem em Alportuche e Portinho.
As tradições foram feitas para ser quebradas, João Veiga. E com umas paisagens destas diga lá se não valia a pena?

Navegante disse...

Alportuche é uma pequena maravilha. Lembro-me de já lá ter estado e ter conseguido tomar banho, apesar das dores nos ossos, mas tenho de ir ver a um mapa como lá se chega. Não me recordo se cheguei lá por terra ou de barco...