20 janeiro 2009

Parque Nacional da Gorongosa: a história

O Parque Nacional da Gorongosa começou por ser uma reserva de caça, da Companhia de Moçambique, criada em 1920, e com uma área de 1000 km2 que, em 1935, foi alargada para 3200 km2.
Em 1951 começou a construção do “acampamento do Chitengo”, dado que o anterior campo turístico foi abandonado dois anos depois de ser construído, devido às cheias (tornou-se a “Casa dos Leões”).
A Gorongosa foi nomeada Parque Nacional pelo governo português, em 1960, ficando com uma área de 5300 km2 (posteriormente reduzida para 3770 km2) e o Chitengo foi ampliado para receber pelo menos 100 turistas
(estive lá! em 70 ou 71! era um espectáculo!!).
Em 1983, devido à guerra em Moçambique, o Parque foi encerrado e abandonado e todas as construções foram destruídas. Os mamíferos foram praticamente todos dizimados durante a guerra, e também nos dois anos seguinte devido à caça furtiva.
Em 1994, o Banco Africano de Desenvolvimento iniciou um plano de reabilitação da Gorongosa, reabrindo cerca de 100 km de estradas e caminhos e formando guardas.
Finalmente, em 2004, a Carr Foundation, de Greg Carr, e o Governo de Moçambique fizeram um acordo para a recuperação da Gorongosa: foi criado um Santuário de Fauna Bravia com 6 mil ha, para reintrodução de fauna, e foi já recuperado o acampamento do Chitengo
(estive lá em Novembro! e vai por muito bom caminho!!).
Para saber mais visitem ou vão à BTL, ao stand de Moçambique, de 21 a 25 de Janeiro.
E vão passando por aqui que eu vou mostrar muito mais coisas!!!

4 comentários:

Laurus nobilis disse...

É verdadeiramente uma terra abençoada! Lindo!!! É uma pena a guerra ter feito tantos estragos nas espécies que por lá andavam... Ainda bem que parece que os moçambicanos tomaram juízo! Com ajuda, este Parque voltará a ser o que já foi. Gostei bastante!

garina do mar disse...

vai ficar outra vez um espanto!!!
até porque a paisagem é linda!!!!
e mesmo assim já deu para ver muita bicharada...

nautilus disse...

Muito bem Miúda! Há coisas na tua terra muito bonitas :)
Só conheço algumas zonas à beira do Índico mas estou a ver que tenho que alargar os conhecimentos. E ainda bem que a Gorongosa está em recuperação. Afinal foi o "maior" parque de vida selvagem de África.
Fico à espera da continuação.

Ricardo Cordeiro disse...

Belos passeios... :)