20 novembro 2008

Ermida de Nossa Senhora da Nazaré

Segundo a lenda, em 1182, a Virgem da Nazaré salvou D. Fuas Roupinho de cair no despenhadeiro, quando perseguia um veado, no meio de grande nevoeiro.

A ermida foi mandada construir por D. Fuas, em acção de graças pelo milagre, sobre a gruta onde, em 1179, foi encontrada a imagem da Virgem.
A imagem terá origem em Nazaré, de onde foi enviada para o Mosteiro de Cauliniana, junto a Mérida e daí trazida para o "Sítio" em 1113, pelo rei Rodrigo e por Frei Romano.
Em 1623, Frei Bernardo de Brito, monge de Alcobaça, mandou desentulhar a gruta e reconstruiu a ermida aproveitando a estrutura românica.
Agora, o risco de cair é tão grande ou maior que na época de D. Fuas.

4 comentários:

garina do mar disse...

aah! então foi no "sítio" que estiveste!!

é um sítio giro...
mas não me lembrava que estivesse tão "em balanço"!!!
até dá pra perceber porque é que é perigoso...

Laurus nobilis disse...

Sempre gostei da história do D. Fuas Roupinho... e da Nazaré também! É só pena já quase não existirem pescadores...

garina do mar disse...

eu já (não) dormi no porto da Nazaré com a sirene da lota a tocar de madrugada, de cada vez que chegava um barco com peixe...
mas também é verdade que aquele porto, a menos que seja aproveitado para outros fins, é um verdadeiro desperdício!!! de dinheiro e de boas condições de abrigo...

nautilus disse...

Boas condições deve haver mesmo. As fotos da onda são daqui mas do lado Norte do promontório e dá para ver bem a diferença