05 junho 2008

Parque de Natureza de Noudar

Neste dia Mundial do Ambiente, nada melhor para o assinalar, que referenciar o Parque de Natureza de Noudar (PNN). Situado na Herdade da Coitadinha, propriedade da EDIA em pleno Alentejo interior, constitui uma contrapartida ambiental pela perda de inúmeros habitats, devido à construção do empreendimento de Alqueva.
Incrustado entre a Ribeira de Múrtega e o Rio Ardila, com o imponente Castelo de Noudar como pano de fundo, este local é uma verdadeira pérola em termos de beleza e biodiversidade.
A pé, de bicicleta, ou em veículos de quatro rodas movidos a motor eléctrico, é possível descobrir vários percursos pré-assinalados, junto a cursos de água e a bosques de azinheira e zambujeiro no seu estado mais primitivo, onde os veados, os javalis, as aves de rapina e os guarda-rios, entre outros, são presenças com as quais temos francas probabilidades de nos cruzar.
É possível ficar alojado no monte da herdade e, ao jantar, deliciarmo-nos com pratos exclusivamente alentejanos, confeccionados e preparados com verdadeiro requinte.
Embora haja quem queira acabar com o PNN tal como ele foi e está concebido, este é um local que é imperioso preservar tal como está. Com esse objectivo, nada melhor que o visitar e divulgar a sua existência. Verá que não se arrepende!

7 comentários:

garina do mar disse...

a Herdade da Coitadinha não conheço... mas o castelo de Noudar e aquela zona ali à volta é espectacular!!!

joao veiga disse...

Barrancos é Portugal????
É que eu tenho um mapa em que aparece do outro lado.
Vou vos enviar esse mapinha.

Laurus nobilis disse...

Estes senhores aqui do lado têm a mania de quererem ficar com aquilo que não é deles… com Olivença foi o mesmo! Aliás, Portugal inteiro é uma “pedra no sapato” dos Castelhanos… Esses mapas, de origem duvidosa, acabam por passar para o papel a ignorância e a arrogância dessa lógica! Abraço.

nautilus disse...

Que sítio bonito! Já passei por Barrancos várias vezes e nunca me lembrei de vir aqui. Um bom roteiro para quem for para os lados do Guadiana.

E bem adequado ao Dia Mundial do Ambiente.
Só não percebo uma coisa. Se este "parque" é uma contrapartida pela construção de Alqueva como é que podem querer acabar com ele?

Laurus nobilis disse...

Pois! Mas quando os interesses económicos começam a "dar cartas", tudo é possível...

nautilus disse...

Talvez seja verdade, mas sinceramente não acredito que isso venha a acontecer.
Em tempos também se dizia que iam urbanizar a Companhia das Lezírias e afinal estão a fazer acções muito meritórias em prole da conservação de espécies florestais e agrícolas.

Laurus nobilis disse...

O futuro o dirá...