16 janeiro 2008

Tejo Internacional: "Grifos na Web"


Os vales encaixados do Tejo (em cima) e do Erges, e alguns troços do Aravil e do Ponsul, impressionam pelo seu carácter agreste, formando, por vezes, verdadeiras gargantas rochosas, como é o caso do Erges, em Segura (à esquerda).
Estas escarpas inacessíveis, e que beneficiam de um relativo isolamento, são o local de nidificação de várias espécies de avifauna como a cegonha-negra (espécie considerada em perigo de extinção no território português), águia-de-Bonelli, águia-real, abutre-negro, abutre-do-Egipto e grifo.

"Criado no âmbito do programa Público na Escola, Grifos na Web é um projecto do jornal PÚBLICO que visa estimular a conservação da Natureza e a protecção do Ambiente.
O projecto consiste na colocação de uma câmara de vídeo no ninho de um grifo (Gyps fulvus), na zona do Tejo Internacional, para que os alunos possam seguir em directo, 24 horas por dia, o comportamento destes animais e perceber a necessidade de conservar todas as espécies ameçadas em Portugal.
Os parceiros do projecto são a Refer, a Fundação para a Computação Científica Nacional (FCCN), a SIC e o jornal Público, que fornecerá as imagens em directo através do seu site e promoverá as acções educativas junto das escolas."

Sobre o Parque Natural do Tejo Internacional, saiba mais no Portal do ICNB.

17 comentários:

garina do mar disse...

que lindo!!!! ainda agora estava um no ninho!!!! FANTÁSTICO!!

garina do mar disse...

levantou voo quando estava a ver!! isto é o máximo conchinha...
parabéns ao Público e a quem mais se lembrou disto!!

nautilus disse...

É verdade Miúda! Não fica atrás das "tuas" cegonhas :)
Chega a ser viciante estar a ver. Pena não haver mais coisas assim, é uma boa forma de se perceber porque é que há coisas que têm que ser perservadas.
Aqui, pelo que percebi vão virando a câmara para dois locais. Num está um ninho de grifos já com um ovo. Noutro está um abutre de Rupell, ainda a construir o ninho.

jc disse...

Fantástico!:) Obrigado pela informação.

nautilus disse...

De nada JC. É sempre com gosto que divulgamos iniciativas destas.

swt disse...

Oh! Chego aqui de noite e não vejo nada!
Não pude vir de dia. Venho de noite.

nautilus disse...

É verdade cara Swt, mas de noite não há luz. Só com lua cheia é que eventualmente se verá alguma coisa.
Ou se a câmara fosse de infravermelhos mas também não se perceberia grande coisa.
Vai ter que voltar de dia :)
Mas tem tempo. Os ovos demoram 2 meses a chocar.

swt disse...

nautilus
Fixe!

Laurus nobilis disse...

Este é um projecto de viagem que tenho mas que nunca fiz, tal como com o Douro internacional. Pelos vistos tenho rapidamente de o concretizar. Lindas imagens!

garina do mar disse...

pois!! bem devias... e agora começa a ser boa altura com os acasalamentos dos abutres!! eu quero ver se volto aos dois sítios, agora que já tenho uma máquina "decente"...
uma vez para estas bandas apareceu um grifo!! tirei-lhe 2 ou 3 fotos todas completamente azulinhas sem grifo nenhum.. o tempo da "compacta" disparar e o bicho tinha desaparecido do visor ;(

e então Swt, acordou cedo para ver o abutre de Ruppell? não sei o que aconteceu aos grifos... de vez em quando vou lá espreitar mas acho que não estão a apontar para lá a câmara

Laurus nobilis disse...

Tenho que reconhecer que o "Público" até esteve bem... ultimamente ando a embirrar um bocado com o jornal, mas a iniciativa está muito bem!

Swt disse...

Sim, de manhã cedo, eram umas 8h. Primeiro estava vazio, mas depois, estava lá um!!! Só não o vi chegar...

Velas do Tejo disse...

V
O Timbre

A Cabeça do grifo
O Infante D. Henrique

Em seu trono entre o brilho das esferas,
Com seu manto de noite e solidão,
Tem aos pés o mar novo e as mortas eras -
O único imperador que tem, deveras,
O globo mundo em sua mão.

Uma Asa do Grifo
D. João o Segundo

Braços cruzados, fita lém do mar.
Parece em promontório uma alta serra -
O limite da terra a dominar
O mar que possa haver além da terra.

Seu formidável vulto solitário
Enche de estar presente o mar e o céu,
E parece tremer o mundo vário
Que ele abra os braços e lhe rasgue o véu.


A Outra Asa do Grifo
Afonso de Albuquerque

De pé, sobre os países conquistados
Desce os olhos cansados
De ver o mundo e a injustiça e a sorte.
Não pensa em vida ou morte,
Tão poderoso que não quere o quanto
Pode, que o querer tanto
Calcara mais do que o submisso mundo
Sob o seu passo fundo.
Três impérios do chão lhe a Sorte apanha.
Criou-os como quem desdenha.

Fernando Pessoa, in "Mensagem"

garina do mar disse...

cá pra mim o Pessoa meteu água!!! essa de misturar o Afonso de Albuquerque com os outros dois...

Incentivos Outdoor disse...

So para informar que a camara não esta no Parque Natural do Tejo Internacional mas sim nas Portas do Ródão em Vila Velha do Ródão. É proximo do Parque mas fica fora dessa AP. As Portas do Ródão são Monumento Natural Nacional e estão na area do Geopark Naturtejo.
Nuno Coelho

nautilus disse...

Obrigado. Entretanto soubemos disso. A informação que está no site do Público "engana" porque diz que é no Parque. De qualquer forma poderia perfeitamente ser no Tejo Internacional (que de resto também está na área do Geopark)

nautilus disse...

Penso que as Portas de Ródão ainda estão em vias de classificação como Monumento Natural Nacional. Ainda não ouvi falar no decreto de classificação.