10 agosto 2007

No Creoula... em Génova: a frota

Uns maiores,
outros mais pequenos,
não tantos como em Lisboa (desta vez havia duas regatas em simultâneo)
mas mesmo assim bastantes.
E claro, o sempre presente Amerigo Vespucci, ou não se tratasse de um porto italiano

5 comentários:

MARGARINA DEL MEDITERRANEO disse...

Segundo consta em círculos habitualmente bem informados próximos do NTM CREOULA, este belo navio será mais uma vez imortalizado em livro.
A obra, cujo título provisório é

NO CRIOULA... até aos Picos do Mediterrâneo

está a ser compilada pela velejadora Mexicana MARGARINITA DEL MAR e gira à volta das deambulações íntimas de uma salmonela no pique de vante do lindo veleiro

Para aguçar o apetite na expectativa de mais um best seller, MA DEL MAR confidenciou que no capítulo 139 da obra se descrevem em detalhe 17 duches em plena alvorada náutica. Enfim, emoção do princípio ao fim, tal e qual MARGARINA nos brinda sempre com precoçe acuídade e mestria.

Drake disse...

encanatadito com a cronicreta da margarinita diel mar, a raiar a invejita di não ter embarcado como 2ª grumete praticante no crioula. Não andasse tam atarefada nas lides fluviais moitenses, teria participado nas lides maritimas criolenses.
Mas há que fazer opcions, e a margarinita diel tiejo fez as suias.
Eu tambem fiz as minhas, pirata hoje, pirata, corsario, filibusteiro siempre.

garina do mar disse...

viva Drake! parece que tenho que rever a minha opinião sobre os piratas...
é verdade que quem derrota a supostamente invencível armada merece uma reverência!
só é pena seres inglês, mas enfim, ninguém é perfeito...

Eugénio disse...

mulheres......

Laurus nobilis disse...

Pelos vistos, nem as férias são capazes de fazer com que o mau gosto de alguns fique mais comedido...

Este Amerigo Vespucci parece mesmo um navio de "brincar", sempre tão arrumadinho!

A primeira fotografia reporta-nos a outros tempos, com tantos navios à vela de grande porte fundeados num porto. Linda imagem!