20 maio 2007

A chegada de Vasco da Gama à Índia

Foi a 20 de Maio de 1498.

(imagem de Vasco da Gama retirada da página da Marinha)

(estátua de Vasco da Gama na ilha de Moçambique, onde aportou cerca de 2 meses antes da sua chegada a Calecut)

Este dia é hoje comemorado como o dia da Marinha. (mastros do NRP "Sagres" e do NTM "Creoula" em Alcântara, em 2006)

25 comentários:

joao veiga disse...

Uma falha ter-me esquecido do dia da Marinha, de facto uma falha.
A verdade também é que os uniformes nunca fizeram parte do conjunto dos meus gostos, mas, que diabo, sempre é o dia da Marinha.
Uma falha...

nautilus disse...

Que no entanto, caro João Veiga, será fácil de remediar.
Ainda bem que dei uma ajuda a avivar-lhe a memória :).

LisbonGirl disse...

Um belo dia! Muitos Parabéns à Marinha Portuguesa e à memória da magnífica viagem empreendida por Vasco da Gama!

garina do mar disse...

um grande marinheiro o Vasco da Gama! só foi pena a Marinha não ter escolhido por exemplo o dia em que ele chegou a terras de Moçambique ;)!!
mas parece que a chegada por mar à Índia foi mais importante, assim como assim, já que ele não conseguiu encontrar as terras de Prestes João, encontrou outras riquezas que bastante jeito nos deram na altura...

A VER NAVIOS disse...

Não tenho desculpa.
É imperdoável.
Esqueci-me por completo.
Ainda bem que houve gente boa a lembrar-se.

A VER NAVIOS disse...

Quando naveguei pelos mares orientais (foram 3 anos) por onde antes navegara Vasco da Gama, várias vezes disse aos meus oficiais:
Estão a ver que estamos dois oficiais na ponte, com um marinheiro de vígia, com dois radares de movimento real em cima, com satélite e GPS.
Então como é que o Vasco da Gama conseguiu passar por aqui numa caravela e a "olho"?
Impressionante, não é?

Laurus nobilis disse...

E ainda por cima, com as condições de vida dentro de uma caravela!

Daqui, a minha saudação à Marinha de Portugal!!!

BLUE MOON I disse...

Creio que ainda foi a tempo, a saudação... Mais um bocadinho e apanhava-a fechada, pelos próximos 40 anos.

nautilus disse...

Caro Blue Moon I, está cheio de fé: acha que ainda temos Marinha para os próximos 40 anos?

A VER NAVIOS disse...

Se as mentalidades mudarem e olharem para a posição geográfica de Portugal em relação ao resto do Mundo, penso que viremos a ter marinha daqui a 40 anos.
Portugal, o país mais a Sul e a Oeste da Europa, com portos de águas profundas como Sines e Setúbal,"ponto de encontro" das carreiras do Oriente e das Américas para a Europa, que passam por estes portos como "cães por vinha vindimada" para o Norte da Europa, carregados com centenas e centenas de contentores, com milhares de toneladas de carga a granel (sólida ou liquida) , gastando tempo, combustível, despesas portuárias, etc.
Porque não descarregam em Portugal as suas mercadorias para os vários portos do Norte da Europa? Teriam menos despesas e perderiam muito menos tempo.
Portugal escoaria estas mercadorias com feeders, muito mais pequenos e com menores despesas de exploração.
Um dos nossos principais fornecedores de farinha para pão, para além do Canadá é a França.
Porque não temos uma frota de "short sea" com navios de 1200/1400 toneladas de carga, com 7/8 tripulantes, que muito mais barato e com muito menos poluição o fariam, evitando a imensidão de camiões TIR a sobrecarregar a rodovia e a poluirem muito mais?
E o transporte de combustíveis liquidos? Não temos navios para nada disto.
O pior disto tudo é que a "escola" se foi perdendo e se aparecer alguma "alma divina" que pretenda relançar a nossa Marinha Mercante, não temos técnicos.
Os poucos que ainda há estão à beira da reforma.
Os Oficiais, Mestrança e Marinhagem da Marinha Mercante durante a sua vida profissional especializam-se em vários sectores; pescas, contentores, combustível liquidos e gases, graneis e por aí fora.
Neste momento onde é que eles estão?
Cada vez mais a Marinha Mercante está mais virada para os países do terceiro mundo, com tripulações baratas e sem qualificação profissional.
Ao estado a que este país, dito de marinheiros, chegou!
Desculpem-me o desabafo.
A verdade tem de ser dita!

garina do mar disse...

e muito bem!

Marinheiro disse...

"portos de águas profundas como Sines e Setúbal" SETÚBAL ???

Devemos viver em universos paralelos, um onde Setúbal é um porto de águas profundas, outro onde é um porto onde é proíbido fundear forra da sua barra, onde a barra tem uma largura de um décimo de milha e está desprotegida face ondulação e ventos de SW, onde a frente de cais para atracar navios de grande porte é reduzida, onde uma das margens pertence a uma zona prtegida... Hellooooo???

Portos de águas profundas em portugal só conheço DOIS : Sines e Lisboa, o resto é conversa...

garina do mar disse...

tanta ignorância! dá para perceber que este senhor marinheiro nunca saiu do Tejo.. que tal uma voltinha até Setúbal, em vez de se limitar a ouvir as histórias de "monstros marinhos" que outros lhe contam?
afinal, o Sado não é assim tão longe! será que está à espera que façam o canal entre o Tejo e o Sado pelo interior?
por causa destes marinheiros de água doce é que o nosso país nunca mais chega onde é suposto...

Marinheiro disse...

Cara Garina,

Conheço bem todos os portos nacionais e a razão pela qual comento as afirmações aqui existententes é porque me importo e porque quero que todos os porto evoluam sustentadamente sem sonhos de grandeza delirante que a nada levam.

Quanto à frase "marinheiro de água doce" ressinto-a pois não a conheço e portanto não teço considerações acerca da sua pessoa pelo que gostaria de ser alvo de igual tratamento. Posso no entanto garantir-lhe que já naveguei mais longe e mais milhas que Vasco da Gama - personagem que considera ser tão bom marinheiro. (também aqui estou em desacordo consigo, Vasco da Gama era sim um bom chefe militar pois de navegação percebia muito pouco...)

Vasco da Gama disse...

Quem é este senhor que anda aqui a comentar os meus conhecimentos de navegação? Será que ele sabe que eu também fui à lua?
Ainda bem que em Portugal houve e há sonhos de grandeza. Senão provavelmente nem existiria.

E obrigado ao Milhas Náuticas por se lembrarem da minha chegada à Índia. Prometo que um dia conto à Garina do Mar as minhas aventuras nas terras de Moçambique

Marinheiro disse...

Senhor Dom Vasco da Gama!
Por quem sois!
Foi uma honra ter partilhado com Vossa Senhoria uma das grandes Viagens da nossa História. Que saudades daquela época em que os Portugueses davam Novos Mundos ao Mundo.
E cara Garina, se quiserdes saber histórias dos descobrimentos, contai comigo também.
Respeitosamente.

BLUE MOON I disse...

NAUTILUS, é bem pior....
Provavelmente , só dentro de 40 ( ou mais, onde o dobro não é miragem)aninhos, e que teremos novamente MARINHA MERCANTE. Isto claro, pelo andamento da carrauagem; Se algo a fizer arrepiar caminho, então calo-me.
Espero que alguém conte a historia recente de SINES, terminal XXI,com receita para muitas horas.

nautilus disse...

Bem, as perspectivas não são animadoras.
Vamos ter que desencantar algum Vasco da Gama moderno que nos descubra novos caminhos marítimos. Se não forem os tradicionais, que sejam outros, mais ligados ao turismo e ao recreio. Mas sempre marítimos.

A VER NAVIOS disse...

Sr. Marinheiro:
Quando me diz que Setúbal não é um porto de águas profundas dá para muitas discussões técnicas.
Não andamos por universos paralelos, pode estar certo.
Diga-me quais os portos do universo que escalou e qual a sua experiência profissional, depois eu lhe responderei.
Eu não passo de um simples embarcadiço, pobre capitão de longo curso tal como o título do livro do imortal Jorge Amado.
Desejo para si o dobro daquilo que me deseja a mim.
Tenho pena que não se identifique.
Sabe o que penso disso?
Certamente saberá.....
De qualquer modo, um abraço simpático.

garina do mar disse...

oh A Ver Navios! sabia que em Setúbal, quando construíram o terminal da Autoeuropa/ro-ro tiveram que aterrar para o fundar ao -12ZH como "mandava" o projecto?
mais valia terem-no construído ao -15 como depois fizeram com o terminal de contentores (a que chamam multiusos)!!
e sabe da trabalheira que foi para aprofundarem o terminal da Liscont em Alcântara para o -13?

garina do mar disse...

senhor Marinheiro, se quiser reformular o seu comentário terei muito gosto em deixá-lo passar, mas aqui não se aceitam gracinhas como as que escreveu

Marinheiro disse...

Não proferi nenhuma gracinha, se opta pela censura, terei pena em não mais cá voltar, talvez um dia nos encontremos dentro de água...

garina do mar disse...

não se trata de censura.. trata-se de trazer para aqui coisas que não contribuem em nada para o interesse da discussão.. se lhe faltam os argumentos provavelmente o melhor é mesmo não voltar!

Anónimo disse...

censura

garina do mar disse...

afinal voltou senhor Marinheiro? parece é que continua sem argumentos...