14 março 2007

Uma porta para o Índico...

na fortaleza de São Sebastião, ilha de Moçambique

14 comentários:

Laurus nobilis disse...

Estive a investigar e o termo capim, vem daqui: de África!

Deve ser lindo este teu Moçambique, banhado por este Índico cheio de vida e de cor...

garina do mar disse...

claro que é lindo... a vegetação, o cheiro da terra, ouvir a erva a crescer depois da chuva, os céus sempre diferentes, o mar... só mesmo junto à Beira é que o Índico não é azul, por causa das águas barrentas do Pungué..

capim
s. m., Bot., África, América,
nome de várias plantas gramíneas e quase sempre forraginosas

garina do mar disse...

falando a sério.. a ilha é um sítio lindíssimo, mesmo abandonada como está! havia umas ideias da UNESCO para recuperar a fortaleza e fazer ali um museu do Oriente (tem potencial para isso, museu, centro de congressos, hotel...)
hei-de mostrar mais fotos!!

nautilus disse...

Parece-me uma boa ideia. Aquela capela do baluarte é verdadeiramente bonita e a fortaleza uma obra de engenharia notável.
E também ouvi dizer que o projecto e o plano de acção para a ilha já foram anunciados pela Unesco. E que também foi apresentada a empresa que vai fazer isso. Parece que está já tudo em andamento.

LisbonGirl disse...

Que porta lindíssima! Que fotografia fantástica!!!!!!

nautilus disse...

A Miúda vai ter mesmo que publicar as outras. A ilha de Moçambique é uma pérola do Índico. Se já o é sem estar recuperada, dá para imaginar o potencial que ali existe.

garina do mar disse...

vocês devem achar que eu não tenho mais nada para fazer!!!
mas pronto, logo ponho mais uma ou duas fotos!
fico contente por a fortaleza estar já a ser recuperada.. bem merece!

A VER NAVIOS disse...

Garina do Mar:
Estou farto de me rir com o comentário que fez ao Veiguinha sobre o PDI.
Saudações marinheiras.

Anónimo disse...

Lindíssima fotografia.
Conheço pràticamente o mundo, passe a expresão. Houve dois sítios em que nunca estive.
Em Itália e Moçambique. Estive quase quase para ir à Beira, mas não calhou. Trocaram-me as voltas.
Porém tenho uma prima direitinha nascida em Moçambique, neta no nosso avô António.

garina do mar disse...

uma conterrânea!
nascida aonde?

A VER NAVIOS disse...

Garina do Mar:
A minha prima Ana Marques nasceu na Beira, filha da minha tia Nazaré irmã do meu pai.

A VER NAVIOS disse...

Garina do Mar:
Tenho uma prima direitinha a Ana Marques que nasceu na Beira filha da minha tia Nazaré, irmã do meu pai. É casada com o meu amigo e colega Nelson, formador da Forpescas

Eugénio disse...

Tenho uma comadre, madrinha do meu puto mais novo, que nasceu na ilha de Moçambique, de nome Carla Magalhães, tem hj em dia 38 anos

garina do mar disse...

é um sítio lindo! daqueles que vale a pena visitar mesmo degradado como está... e então se recuperarem, mesmo que só a fortaleza!!
tudo ali conta a história dos descobrimentos...