21 março 2007

Dia Mundial da Floresta

Símbolo da vida, símbolo da transformação e evolução, símbolo de coragem, de resistência e de imortalidade, ponte entre o mundo dos deuses e o dos homens, elo ou intermediário entre o mundo subterrâneo onde embebe as suas raízes, a superfície da terra onde assenta o tronco e o céu que alcança com a sua copa, a floresta também foi, desde sempre, fonte de subsistência, fornecendo alimento, sombra, abrigo e combustível.
E se perdeu parte da importância que deteve durante séculos, nas suas componentes económica e social, em contrapartida cresceram em relevância as funções ambientais que desempenha, de conservação e promoção da diversidade biológica, de protecção do solo contra a erosão, de produção de oxigénio e de fixação de carbono da atmosfera.
Mantendo sempre uma aura de mistério, de espaço sagrado, que nos envolve e encanta.

13 comentários:

Laurus nobilis disse...

Belíssima síntese! deste mundo onde, permanentemente, a espiritualidade se mistura e cruza com a vida terrena...

garina do mar disse...

as florestas são sítios lindos... já repararam que por vezes quando o vento sopra nas árvores até parece que se está a ouvir o mar?

viriato disse...

"A Floresta", um dos livros da Sophia de Mello Breyner que mais gostei, quando me liam ao deitar, ainda criança...

garina do mar disse...

oh Viriato! afinal és uma fraude!!! no teu tempo a Sophia ainda não tinha escrito a floresta...

viriato disse...

escritoras como a Sophia são intemporais...

Laurus nobilis disse...

Segundo Plínio o Velho, o nome grego drîs, que significa carvalho - árvore sagrada dos celtas, está ligado à etimologia do nome druída.

garina do mar disse...

intemporais? só percebo porque é que te liam a Sophia para adormeceres oh viriato!!

garina do mar disse...

os celtas tinham várias árvores sagradas... e é verdade que o carvalho é uma das mais importantes! e também é a que protege os que nasceram hoje.. mas gosto mais da tramazeira!

sabias laurus que o teu nome também vem do celta? a palavra celta "lawr" significa verde e deu o nome à árvore por as folhas estarem sempre verdes... só depois é que os romanos (sempre a mesma coisa!) a converteram em laurus!

Laurus nobilis disse...

Já agora... a floresta, que era um verdadeiro santuário para os celtas, foi apelidado por estes com o nome de Nemeton...

Quanto ao nome, "lawr" é realmente mais bonito, mas "laurus" também não fica mal... no fundo, embora ainda consigamos resistir, acabámos por adoptar muitas coisas deles... mas concordo contigo no que toca a esses senhores! e aposto que o viriato também!

sabias que foram eles os primeiros grandes destruidores das florestas de carvalhos que existiam na Península Ibérica?

garina do mar disse...

nemeton, o bosque sagrado... é.. está muito na moda!
mas os romanos deram conta dos carvalhos e das outras árvores! não te lembras daquele que era bruto à décima e queimou isto tudo? ainda é por culpa dele que há os fogos florestais..

viriato disse...

No que respeita à Sophia não concordo, mas em relação aos romanos, não podiamos estar mais de acordo!

garina do mar disse...

tu é que não davas por nada oh viriato! porque é que julgas que te liam esse livro? mas a floresta não é dos piores!! com os outros adormecias tão depressa que nem te lembras....

nautilus disse...

Que grandes celebrações por aqui vão. Espero que amanhã celebrem também condignamente o Dia Mundial da Água!