12 dezembro 2010

Gil Eannes, Viana do Castelo

Bem vindo a bordo!
O Navio Hospital Gil Eannes, construído em Viana do Castelo, em 1955, apoiou, durante muitos anos, a frota bacalhoeira portuguesa que actuava nos bancos da Terra Nova e Gronelândia.
Em 1998, foi resgatado da sucata, depois de uma interessante campanha de divulgação. Na posse da Fundação Gil Eannes, é agora um interessante espaço museológico, que combina a visita ao navio e exposições relativas à sua actividade, com outras exposições temporárias e inclui ainda quiosques multimédia e um simulador de navegação.
Na página da Fundação Gil Eannes pode saber mais sobre a história do navio e como visitá-lo.
Neste momento e até ao fim do ano pode visitar a exposição "Portugal Subaquático" do fotógrafo Luís Quinta.

5 comentários:

garina do mar disse...

também já passei por aqui!!! mas não tinha máquina fotográfica...

e ainda não havia quiosques e simulador...

ainda bem que pudeste fazer uma reportagem: vale mesmo a pena visitar!!!

Navegante disse...

Resgatado da sucata... Ainda bem que há quem perceba que não se pode construir o futuro, sem respeitar o passado...

Laurus nobilis disse...

Belo navio! Já estive a bordo, numa festa, num 31 de Dezembro, já lá vão talvez uns 30 anos... Estava atracado em Alcântara e a degradação veio depois. Ainda bem que o bom senso imperou!

Voz do Vento disse...

O Navio Mãe da frota bacalhoeira. É engraçado chamar-se "Navio Mãe". Não há dúvida que em caso de aflição, são as mães que interessam. Nunca percebi se o Gil Eannes do navio, era o mesmo Gil Eanes que dobrou o Bojador, já que se escreve de forma diferente...

nautilus disse...

Lendo a "história" do navio dá para perceber que é o mesmo. A diferença deve ter unicamente a ver com o grafismo da época.