01 fevereiro 2010

1 de Fevereiro de 2010

No ano em que alguns comemoram os 100 anos de república...
...lembremos aqueles que foram assassinados pelos seus sequazes!

8 comentários:

garina do mar disse...

bem... a propósito disso, e fazendo mais uma vez propaganda da família ;) informo que hoje, pelas 18h, na Hemeroteca de Lisboa, haverá uma conferência com o tema "O Regicídio de 1908 segundo Eduardo de Noronha", por Elisabete Rocha!!!
esta conferência tem por base o artigo do escritor na revista Serões, do qual transcrevi alguns excertos aqui e aqui

Viriato disse...

As comemorações dos 150 anos do nascimento do escritor Eduardo de Noronha continuam a ser bem dignas da efeméride. Bela iniciativa!

Voz do Vento disse...

Sim... Assinalemos quer o Regicídio, quer o Nascimento de Eduardo de Noronha! E já agora, esqueçamos muitas das tristes intervenções quer de republicanos, quer de supostos dirigentes monárquicos, com que temos sido brindados nos últimos tempos...

Laurus nobilis disse...

Caro Voz do Vento, não podia estar mais de acordo!

nautilus disse...

É sempre de relembrar este triste acto para que se mantenha na memória de todos que não é assim que se fazem as coisas. É bem patente, na descrição de Eduardo de Noronha, a tristeza e a revolta que atingiram a população de Lisboa. Resta saber se foi um acto tresloucado de 2 ou 3 ou uma acção premeditada de um movimento. Mas infelizmente o processo continua desaparecido.

Laurus nobilis disse...

O desaparecimento ou destruição do processo indicia que, dificilmente, seriam só dois ou três a prepararem o assassinato. Basta que nos lembremos de Afonso Costa ou Aquilino Ribeiro...

garina do mar disse...

se não te tivesses baldado à sessão de dia 1, saberias que não é bem assim...

Laurus nobilis disse...

Só não fui, porque valores mais altos se levantam nesse dia! Quanto ao resto, é sempre bom para os republicanos dizerem que foram uns não alinhados que fizeram aquilo. Sobretudo, porque o processo desapareceu...