31 outubro 2009

Samhain

A ribeira d'Argent, em Huelgoat, corre serenamente na floresta, mas, de repente, precipita-se
video
e desaparece debaixo de um caos de blocos, durante mais de 150 metros
para depois reaparecer, a caminho do "espelho das fadas"
Será uma passagem para o Sid? Cabe a cada um de nós descobrir...
A estação clara dá agora lugar à estação escura e a um novo ano que começa. Feliz Ano Novo

26 outubro 2009

Eduardo de Noronha, escritor e jornalista

Faz hoje 150 anos que nasceu Eduardo de Noronha, escritor e jornalista, de quem já mostrámos aqui alguns livros. Na sua carreira de militar em Moçambique, elaborou e desenhou, em 1894, este "Esboço da carta do distrito de Lourenço Marques".
Pequena nota biográfica
José Eduardo Alves de Noronha, nasceu em Lisboa a 26 de Outubro de 1859.
Foi autor de mais de uma centena de obras, na maioria, romances históricos e biografias e algumas monografias, como (cronologicamente): O Distrito de Lourenço Marques e a África do Sul, a História das Touradas, José do Telhado e José do Telhado em África, A Ambição d'um Rei, No Brasil - Uma Epopeia Marítima, O Herói de Chaimite - Mousinho de Albuquerque, Da Madeira ao Alto Zambeze e Do Minho ao Algarve (escolhidos em concurso para prémio aos alunos das escolas primárias; foi o primeiro livro de Ferreira de Castro), O Último Marquês de Nisa, À Porta da Havanesa, O Conde de Farrobo e a sua Época, Estroinas e Estroinices, O Remexido, Pina Manique, O Rei Marinheiro (D. Luis I), Afonso de Albuquerque, História de Portugal para os Pequeninos, Mousinho de Albuquerque e Augusto de Castilho.
Na sua carreira de jornalista Eduardo de Noronha foi redactor do “Novidades”, convidado em 1895, por Emídio Navarro, colaborador do Jornal de Notícias, desde 1897, tendo-se responsabilizado, a partir de 1929, pelas colunas Cartas de Lisboa e Revista Internacional, colaborador do Diário de Notícias, desde 1903, como crítico de teatro, iniciando, em 1906, as funções de redactor que desempenhou até 1923, director literário de “Os Serões” em 1909 e 1910 e ainda colaborador do Século e de outras publicações.
Para saber mais sobre Eduardo de Noronha e o ano de comemorações veja http://eduardodenoronha.blogspot.com.

19 outubro 2009

Porto de pesca da Caloura

Já o tínhamos mostrado aqui. Fica na ilha de São Miguel, no concelho de Lagoa.
Foi entretanto remodelado, com a construção de mais uns cais, mas esta remodelação, no entanto, parece não ser do agrado dos pescadores locais, dado que veio reduzir a área do plano de água sem ter aumentado a protecção contra a ondulação de Sul.

05 outubro 2009

Um passeio na Bretanha: o "porto museu" de Douarnenez

Na ria de Port Rhu, que limita Douarnenez por Oeste localiza-se o Port musée. A exposição "em terra", sob o lema do "nosso" Torga "L'Universel? C'est le local sans les murs" aborda as "sociedades e as culturas marítimas na Bretanha e no Mundo", através de 200 embarcações e 5 000 objectos, analisando as razões que os faz serem a expressão da identidade de uma terra ou de um povo.
Na exposição "flutuante" podem visitar-se, por fora e por dentro, uma embarcação de extracção e transporte de areias, um lagosteiro bretão, uma barcaça do Tamisa e um rebocador a vapor britânico, que incluem apresentações de som e imagem.
Na margem esquerda da ria localiza-se o barco-farol Scarweather, a primeira aquisição do "porto museu".
Para além do "porto museu", a ria é também muito procurada para abrigo da navegação de recreio. Para além do estacionamento a montante e jusante da ponte, existe ainda um porto de recreio em Tréboul que dispõe de 60 lugares para visitantes.
A embocadura de Port Rhu é protegida pela ilha Tristan, que tem acesso em maré baixa.