01 outubro 2016

Um cruzeiro no arquipélago dos Bijagós (5º (e último) dia, de manhã)


O objectivo era visitar primeiro o mangal de Meneque (uma das baías da ilha de Canhabaque) e depois enquanto uns visitavam a Tamanga os outros esperavam na praia.
Só que mal entrámos na baía apareceram estes simpáticos golfinhos e andámos de volta deles.
video
Já não visitámos o mangal :( e fomos directos à ilha, os que ficavam na praia já a pensar numa bela banhoca.

Só que tiraram o pipo à praia e ficámos sem água :( Enfim, nada a fazer, havia que esperar pelo grupo que tinha ido à aldeia.

Por fim chegaram e saímos da baía para tomar o merecido banho numa praia exterior.

Na praia teríamos um "brinde": a tripulação tinha uma amiga jibóia na praia. Foram procurá-la e voltaram muito tristes: a jibóia estava morta! Fomos ver, tinha acabado de mudar a pele e estava enfiada num buraco. Não sei se estaria morta, podia ter só acabado de comer muuuuuito...

Na praia andei a investigar as pedras. Quando vi pela primeira vez as rochas da praia muito escuras, achei estranho que as ilhas fossem de origem vulcânica. Confirmaram que não eram... mas de onde viriam aquelas rochas tão pretas? Ali estive a observar as falésias e deu para ver que quando os blocos se soltavam a superfície, inicialmente alaranjada, começava a escurecer até ficar mesmo preta. Deve ser algum tipo de oxidação mas ainda não descobri a origem.


Nota adicional: o blog amigo Bonecos de Bolso faz hoje onze anos. É como o Milhas Náuticas um resistente e, sobretudo, um blog que merece a visita!

3 comentários:

Nautilus disse...

Tanta coisa! Que sorte terem visto os golfinhos, mas concordo que talvez tivesse sido mais interessante visitar o mangal.
Não tiveste mais "notícias" da jiboia?
E devias investigar mais sobre as pedras. Estes cordões de ilhas costumam ter origem na deposição de areias dos rios, tipo delta ou ilhas barreira mas quem sabe não há um vulcãozito por trás disso?

Laurus nobilis disse...

Belos registos. É pena não teres visto a jibóia mas, o mais normal, é que estivesse a "jibóiar"... Muito bonito!

Navegante disse...

Os golfinhos, são uns excelentes companheiros de viagens! Comparado com o que deve ser Bissau, isto é mesmo um paraíso.