19 dezembro 2009

Um passeio na Bretanha: de regresso a Saint Mathieu

O número 10 do passeio à Bretanha.


E desta vez com bom tempo!


O farol pode ser visto aqui
e a envolvente aqui.
Mas a praça da abadia também é muito bonita.

6 comentários:

Laurus nobilis disse...

Estou na mesma... É um pena o farol no meio abadia... Quase que se podiam ouvir os cânticos dos monges... Mas com o farol...

Em Portugal , no Mosteiro de Pitões das Júnias, pareceu-me mesmo ouvi-los...

No entanto, a abadia é linda e da envolvente nem se fala!

garina do mar disse...

o farol não está no meio da abadia!! e foi construído pelos monges!!! fazia parte da missão deles acender o farol... primeiro era uma torre mais pequena mas depois tiveram que fazer um farol a sério!

os cânticos ali não dá para ouvir... ou chove ou está cheio de visitantes!!!

Navegante disse...

Podiam pintar o farol de outra cor! No meio daqueles tons todos que a dita envolvente proporciona, também acho que fica francamente feio...

nautilus disse...

A praça da abadia está muito bem arranjada. Mas porque é que existem duas igrejas? Pelo "esquema" serão contemporâneas.
Quanto à côr do farol, Navegante, normalmente eles têm que ser pintados de cores vivas. Para servirem de pontos conspícuos.

Laurus nobilis disse...

Embora um ponto conspícuo possa ser, por exemplo, uma torre de igreja e, essa, não está pintada de branco...

nautilus disse...

As torres de igreja são pontos conspícuos para os fiéis. Não são para os barcos :)