29 fevereiro 2008

D. Fernando II e Glória (2)

Ainda em obras de beneficiação, a fragata D. Fernando II e Glória pode ser visitada a partir de amanhã, em Cacilhas, onde se prevê que esteja nos próximos cinco anos. Estará aberta ao público todos os dias, das 10.00h às 17.00h, excepto às segundas-feiras e dias feriados.
Fotografia retirada do livro "Veleiros de Portugal" de Francisco Correia Figueira

26 fevereiro 2008

Arraiolos: Convento de Nossa Senhora da Assunção

Começou por ser um convento da Ordem de Santo Elói (convento dos Lóios), fundado em 1527 (quando foi lançada a 1ª pedra) e dedicado a Nossa Senhora da Assunção.

Na Igreja,
de estilo
manuelino
- mudéjar,
merece
destaque
a cobertura
em
ogiva
de
nervuras

e o
revestimento
de
azulejos,
de 1700,
da
autoria
do
ceramista
Gabriel
del Barco.




O edifício conventual, disposto em torno de um claustro, resulta da sobreposição de estilos arquitectónicos e
ornamentais, predominando o barroco seiscentista.

Em 1834 foi vendido em hasta pública para exploração agrícola (consta que ainda agora em tempos de seca as vacas das redondezas vão beber água à piscina).

Em 1995 foi adaptado a Pousada.

Simpática

22 fevereiro 2008

O castelo de Arraiolos

No topo de uma colina que terá tido ocupação humana desde o final do Neolítico ou mesmo do calcolitico, localiza-se o castelo de Arraiolos.
Mandado construir por D. Dinis em 1306, a sua cerca amuralhada data de 1315, bem como provavelmente o edifício do Paço dos Alcaides, embutido no paramento Norte da cerca.

Na
cerca, localizam-se
a Porta da Vila,
que dá acesso ao Paço,
e a Porta de Santarém (na foto de cima).

É muito interessante a planta redonda da cerca acompanhando uma curva de nível.

20 fevereiro 2008

O choco

Este já tem uns dias, mais concretamente é de 2 de Dezembro, mas como o vídeo tem mais de 100 Mb não foi fácil carregá-lo!

18 fevereiro 2008

Barco Saleiro da Ria de Aveiro

Fotografia retirada do livro "Veleiros de Portugal" de Francisco Correia Figueira

15 fevereiro 2008

Ainda a ilha das Flores: grutas e rochedos das costas Norte e Nascente

A "furna Jorge", a sul de Santa Cruz, próximo da ponta da Caveira,

o ilhéu do Pão de Açúcar, na costa Norte

o interior de uma gruta na zona da "ponta do Ilhéu, também na costa Norte

ainda a Norte,
a entrada da
"gruta do galo"
na ponta
da Barrosa,






e o "ilhéu (ou pedra) furado", a norte de Santa Cruz.

13 fevereiro 2008

Peixes "da" Madeira (3): peixes "do fundo"



Uma linda solha
(será uma Bothus podas? a "Fish Base" está cheia de solhas diferentes!!),
bem sarapintada
para melhor se camuflar.


e um magnífico salmonete vermelho(Mullus surmuletus)!
Destes havia imensos, a "pastar" na areia e nas rochas na zona do Lido.

10 fevereiro 2008

Cabra riscada da Arrábida



Ontem foi o início da época. E um bom começo de ano.
Enquanto não tenho tempo de escolher umas fotos, aqui ficam umas imagens de um dos peixes mais bonitos do Parque Natural da Arrábida:
a "cabra riscada" (Chelidonichthys lastoviza).
Também há quem lhe chame ruivo.

09 fevereiro 2008

Lancha Poveira

Fotografia retirada do livro "Veleiros de Portugal" de Francisco Correia Figueira

"Casa Grande do Mar"

Há uns anos recomendaram-me este livro onde Carlos Caseiro conta, de forma deliciosa, a história desta "casa grande do mar" que é o Aquário Vasco da Gama.
O livro, foi publicado em 1998, para celebrar os 100 anos da inauguração do Aquário que, por sua vez, foi mandado construir por El Rei D. Carlos para celebrar os 500 anos da chegada de Vasco da Gama à Índia.
Em 4 capítulos muito interessantes, começa por ser narrada a viagem de Vasco da Gama, depois, é descrita a dedicação do rei D. Carlos às coisas do mar e da oceanografia e como isso determinou a construção do Aquário.
Segue-se a história da construção e da "vida" do Aquário nos seus primeiros 100 anos de vida, com todas as vicissitudes por que passou para assegurar o funcionamento, a manutenção e a aquisição das inúmeras espécies que ali são estudadas e podem ser observadas.
Por fim, relata uma simpática visita ao Aquário de um grupo de jovens, que, para além dos espaços normalmente visionáveis, têm a sorte de poder conhecer os bastidores - laboratórios, aquários, tanques, maquinaria -, que asseguram o funcionamento deste magnífico espaço.
O Aquário Vasco da Gama, quer pelo belíssimo edifício, quer pela faceta mais científica que assume, tem um papel importantíssimo para a divulgação da vida marinha, constituindo um bom complemento a uma visita ao Oceanário de Lisboa.
(Nota: Todas as imagens são retiradas do livro e podem ser ampliadas.)

03 fevereiro 2008

Peixes "da" Madeira (2): no Garajau


Para além dos meros (semi?) domesticados que por lá andavam, encontrei também
um engraçado
peixe-trombeta (Aulostomus strigosus), que fiquei a saber que é da família dos cavalos marinhos!

Assisti ao "namoro" de duas garoupas (Serranus atricauda)...






E ainda vi o que me disseram ser uma "garoupa amarela", mas que pela "Fish Base" mais parece ser um badejo (Mycteroperca fusca).
Fosse o que fosse era um bocado estranho. Andava lá ao pé dos meros, mas não me pareceu domesticado...
28 metros. 51 minutos! com uma garrafa de 10 litros...

01 fevereiro 2008

Regicídio: 100 Anos depois

"Ontem como hoje, os valores e os ideais não fenecem... Só os homens morrem!"

Fotografia de Arnaldo Fonseca in “Rei D. Carlos, o Martyrisado”,
de Ramalho Ortigão


Fotografia retirada do livro de Félix Correia, "Quem matou o Rei D. Carlos!"