26 maio 2007

Os navios "esporões"

Na cidade da Beira, construída em terrenos disputados ao Índico, a erosão costeira é um problema. E ainda por cima, pedra para esporões só há aí a uns 200 kms de distância.
Como é que resolveram (resolvem) o problema? encalhando navios que ajudam a suster a areia.
Neste, coitadinho agora já bastante desmantelado, brinquei quando era pequena...
mas já puseram lá outro!
e assim, mesmo depois de "reformados" os navios continuam a ser úteis!

7 comentários:

A VER NAVIOS disse...

Quando não se tem cão caça-se com um gato.

garina do mar disse...

e aqui são logo dois coelhos de uma cajadada

calypso disse...

Depois de "reformados", também se podem afundar para que se estabeleçam novas colónias de peixes e algas. Vi um documentário sobre isso algures.

garina do mar disse...

que é o caso do Madeirense em Porto Santo...
felizmente em Moçambique, por enquanto... ainda não é preciso!

Laurus nobilis disse...

Não há dúvida que a necessidade aguça o engenho...

nautilus disse...

É verdade Laurus. Já tinha ouvido falar nestes esporões "de recurso". O que é interessante é irem sendo substituídos.
Mas Miúda, na fotografia de cima parece que não estão a funcionar muito bem?

garina do mar disse...

aquela é em frente â casa que era da minha avó!! estava tudo escalavrado há 3 anos e não sei se já arranjaram :(
mas aqui não havia navios!!