26 janeiro 2007

Portugal em 2100?

Enviaram-me esta imagem por correio electrónico. Não sei grande coisa sobre ela, a não ser que pretende ser uma simulação feita em computador, sobre os efeitos de uma eventual subida do nível das águas, mas não dizem de quantos metros. Segundo a referida mensagem, este poderá ser o cenário da região centro de Portugal em 2100...

8 comentários:

garina do mar disse...

ontem estive numa apresentação em que referiam uma subida de 1 metro nos próximos 100 anos... esta simulação parece-me bastante mais do que isso...
mas também já vi umas "simulações" de como era a nossa costa no início do milénio passado e nalgumas zonas, apesar de não tão exagerado, até parecia isto!!

nautilus disse...

No 3º relatório sobre Alterações Climáticas do IPCC (Intergovernmental Panel on Climate Change, que inclui países da Organização Meteorológica Mundial - WMO, e do Programa para o Ambiente das Nações Unidas - UNEP), publicado em 2001, fazem vários cenários de subida do nível do mar, prevendo no cenário mais pessimista (que inclui a incerteza associada ao degelo) uma subida de 88 cm. O 4º relatório deve sair este ano e não conheço os resultados.
O que está neste mapa parece-me uma "subida" de, pelo menos, 50 metros. Por vezes são estes alarmismos que reduzem a eficácia das medidas que se pretendem tomar: resulta numa história parecida com a do Pedro e do lobo

garina do mar disse...

estive a ver a carta 1:500 mil e isto parece o contorno da cota 100 (metros)!! achas que quem fez isto se enganou e leu metros em vez de cm?

Laurus nobilis disse...

talvez...

Eugénio disse...

Até que ficava mais gira para navegar :)

garina do mar disse...

e pra mergulhar!!!

Eugénio disse...

Só vantagens para os filhos dos nossos filhos!

nautilus disse...

Saiu hoje o 4º relatório sobre Alterações Climáticas do IPCC, cujo sumário está já disponível na internet (em inglês)http://www.ipcc.ch/SPM2feb07.pdf.
O cenário mais pessimista de subida do nível do mar prevê que seja entre 0,26 a 0,59 cm até 2099.

Parece-me Laurus Nobilis que os teus amigos exageraram ligeiramente.
E Eugénio e Garina do Mar não me parece que não ter muito mais sítios novos para navegar e mergulhar.

Mas convém que continuemos todos a poupar energia. E a não construir casas em cima das dunas e das arribas, até porque a erosão da nossa costa mantém-se como um problema grave. Não é assim Miúda?